[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis

Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty [FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:47 pm

Nome do Autor: Bruno Cesar A.F.F Mendes
Nome da Fic: Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis
Capítulos:9
Periodicidade: Completa
Capitulo 1 -O Prelúdio do herói

"Tudo tem um começo, meio e fim, mas há coisas que acabam antes de começarem"

Bruno Cesar A.F.F Mendes

Musica do capitulo:
Comatose - Skillet
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


O dia amanhecia, os mercadores, abriam suas lojas pela rua de Prontera, pessoas entravam e saiam da cidade, cavaleiros passavam em alta velocidade em seus peco-pecos, havia um bruxo e um sábio que fazia alguns truques de magia para uma pequeno grupo de crianças,próximo a fonte havia uma odalisca que dançava ao som de um bardo. Sim havia muitas pessoas naquela cidade, tantas que ninguém percebeu que no portão ao sul entravam dois aprendizes, um tinha cabelos loiros e olhos verdes, o outro havia longos cabelos brancos e os olhos de uma cor acinzentada, um deles falou:

-Finalmente chegamos, foi uma longa viagem de Payon até aqui! - Disse o de cabelos loiros.
-Vamos para a igreja, não vejo a hora de me tornar um noviço! - falou o outro.
-Sim. Mas vamos procurar algo para comer primeiro Master, estou morrendo de fome...-disse o aprendiz passando a mão na barriga.
-Agora que você comentou...também estou morto de fome!

Então os aprendizes andaram pela aquela nova cidade, ela era enorme, nunca tinham estado em um lugar tão grande, demoraram 2 horas para achar a taverna, la eles comeram
e logo após procuraram por um guia que os mostrou onde ficava a Catedral.

Logo na porta Master se informou onde ele poderia fazer o teste para se tornar um noviço. Os dois se dirigiram para uma sala a direita da entrada, onde havia varias cadeiras,e um tapete que levava até um altar onde havia um sacerdote. Roen ficou na porta, Master seguiu e foi falar com o sacerdote.

-Bem vindo meu filho, oque lhe traz a casa do senhor. - Disse o Sacerdote
-Eu vim me tornar um noviço.-Disse Master com convicção
-Bem, para que você se torne um noviço você deve entender a palavra de nosso deus, e deve limpar sua alma para isso eu irei manda-lo em uma peregrinação para isso você deve encontrar com o irmão Bartholomeu, ele se encontra próximo a Prontera. - Explicou o Sacerdote.
-Certo! - Respondeu o Aprendiz com um brilho em seus olhos

O Sacerdote havia visto Roen na porta e falou:-Seu amigo não poderá lhe acompanhar nessa jornada, a não ser que ele também queira se tornar um noviço.Master olhou para Roen, e disse: Certo. Irei falar com ele.
Master se dirigiu a Roen e lhe explicou a situação, Roen concordou com a cabeça e disse que iria para Izlude para que se torna-se um espadachim, os dois então combinaram de se encontrar em Prontera logo após que se tornassem espadachim e noviço.
Então Master se virou e saiu pela porta. O Sacerdote virou-se para Roen e disse:Já que você deseja ser um espadachim,eu gostaria de saber o motivo.

- Bem...É algo meio que digamos que seja um cliché né...pode parecer ridículo, mas é para proteger aqueles que eu amo!- respondeu Roen com um sorriso bobo.
O sacerdote riu da determinação do jovem e disse: -Então irei te ajudar com isso, mas nunca se esqueça daquele que sempre ira nos proteger,e que nos da forças!PORTAL! - o sacerdote então jogou uma gema azul debaixo dos pés do garoto que se viu iluminado por uma luz azul e sentiu seu corpo leve, quando se deu conta já estava em Izlude. A principio não havia entendido oque acontecera, mas se lembrou de como Master contava sobre os milagres que noviços e sacerdotes faziam.
Roen estava na porta da guilda dos espadachins uma enorme casa com duas grandes espadas que se cruzavam em seu telhado...

Entrando ele viu que havia um enorme homem Loiro e com barba espeça sentado atras de uma mesa, Roen chegou para ele e disse: Licença... - O homem que estava trabalhando levantou a cabeça e olhou para Roen.

-Sim.- Respondeu o Homem.
-Eu gostaria de me tornar um Espadachim.
-Então siga pela a porta a esquerda, você chegou em boa hora o teste para adimição de novos espadachins esta para começar.
-Obrigando.

Entrando Roen percebeu que ele não era o único que iria se tornar um espadachim, havia varias pessoas. Havia um aprendiz no meio de um grupo de aprendizes que contava vantagem pela sua forma física , outro lia um livro, havia alguns que se digladiavam com suas facas de aprendiz tentando mostrar qual era o mais habilidoso,garotas conversavam umas com as outras, realmente eram muitas pessoas, a agitação era total, quando entrou na sala um guarda, imediatamente todos se calaram e ele disse:

-Aspirantes, hoje aqueles que tiverem o privilegio de passar no teste ira se tornar um espadachim, aqueles que não conseguirem teram que tentar na próxima, atras de mim tem uma porta que leva para um calabouço que se encontra abaixo da guilda, aqueles que conseguirem passar por ele e chegar do outro lado iram se tornar espadachins.Entendido? Comecem!-
Nesse momento todos correram para dentro do calabouço, Roen foi um dos últimos a entrar.

Entrando pela porta viu que o calabouço apesar de escuro havia tochas que iluminavam o caminho, Roen corria em meio a multidão quando percebeu que os que haviam ido na frente, caíram em um enorme buraco que ficava em meio a sala. Rapidamente Roen correu mais rápido e saltou sobre o buraco, fora um salto incrível, mas o buraco era grande de mais, e ele acabou caindo rapidamente ele puxou sua faca do aprendiz e a cravou na parede, meio sem jeito ele começou a escalar a parede, do mesmo jeito que vários que tinham caído faziam,logo após subir viu que vários, passavam pelas bordas do buraco, e se sentiu meio idiota após ter feito aquilo...

Fora do buraco, Roen continuou o caminho, passando uma porta, se viu em uma sala cheia de monstros, onde enquanto uns lutavam outros passavam correndo direto. Roen mal teve tempo de pensar, quando viu um chon-chon o atacava, rapidamente Roen bloqueou o ataque do bicho com sua vembrassa e com a outra mão partia o monstro com um único golpe, Roen continuava seu caminho, quando percebeu que um enorme Rocker derrotava um grupo de aprendizes,e vinha em sua direção, antes mesmo do Rocker chegar perto, Roen avançou sobre ele e gritou:-GOLPE FULMINANTE!! - sua adaga começou a brilhar, e acertou o Rocker em cheio no tórax, e o monstro caia inerte. Logo após esse acontecimento, todos da sala olharam para Roen, como um aprendiz era capas de executar um golpe fulminante? E ainda mais como executava com tamanha precisão?

Continuando o caminho, viu que muitos não eram capazes de derrotar os monstros, e que vários estavam sofrendo com o combate, os que eram abatidos eram levados por membros da guilda, que saiam não se sabia da onde.

Chegando na outra sala Roen viu apenas uma enorme escada entalhada na pedra, quando ele chegou ao final viu que la já estavam alem dele outros 9 aprendizes, diante deles havia uma enorme porta de madeira robusta e bem sólida, nenhum dos que estavam ali falava alguma coisa, Roen tentou abrir a porta mas seu esforço fora inútil, um dos aprendizes que estava ali disse a Roen que eles já haviam tentado fazer aquilo, então Roen sentou e descansou, e começou a observar cada um dos que estavam ali.

Havia fora Roen seis garotos e três garotas, dois dos que estavam la eram gêmeos de cabelos ruivos e olhos castanhos e ambos usavam em suas cabeças cascas do aprendiz, um era forte e robusto sua cabeça era raspada sua pele era morena este aparentava ter dezoito anos,era o que tinha a aparência de ser o mais velho dos que estavam presentes. Roen reconheceu o que lia o livro que estava na entrada,esse usava um par de óculos e era loiro, um dos aprendizes usava uma boina verde seus olhos eram negros iguais a seus cabelos e o ultimo dos garotos tinha os cabelos azuis e olhos acinzentados.
Uma das garotas era ruiva com os olhos castanhos claros,esta conversava animadamente com outra que por sua vez tinha os olhos azuis e os cabelos da mesma cor,de certa forma ela havia uma rara beleza a qual Roen não deixou de notar, ele se sentiu meio estranho naquele momento, mas pensou que fosse apenas ansiedade, e a ultima havia cabelos castanhos claros curtos e seus olhos eram de uma cor entre o azul e o verde.

De repente a porta se abriu e viu-se que o homem da recepção é quem a abria. Antes mesmo que aguem dissesse algo, o homem falou:

- Parabéns, aspirantes hoje vocês tem o direito de se tornarem espadachins, de hoje em diante vocês viverão pela espada, lutarão pela honra, e morreram pelo dever.

Logo após ouvir essas palavras, Roen foi invadido por uma alegria sem igual, pois estava realizando o sonho de sua vida: Se tornar um espadachim.

-Sigam-me, iremos tomar suas medidas para que sejam feitos seus trajes.

O homem guiou o grupo de espadachins para uma sala ao lado da recepção, onde uma costureira tirou as medidas de cada um, logo após o homem os levou a outra sala no caminho Roen perguntou: - Onde estamos indo agora?

-Escolher as suas armas! - respondeu o homem.
Caminharam um pouco por uma pequena galeria trabalhada em pedra, que dava para uma porta, o homem então tirou um molho de chaves do bolso, e cuidadosamente escolheu uma chave dourada, e abriu a porta.

Dentro da sala havia vários tipos de armas, espadas,lanças, adagas, espadas de duas mãos...
Todos entraram e começaram a olhar qual seria a melhor opção, Roen pensou em pegar uma lança mas o peso e a forma de manuseio não eram de seu agrado, tentou a espada de duas mãos mas sentia falta de algo, então ele pegou a espada de uma mão viu que era facil o manuseio e para completar pegou um escudo o qual segurou na outra mão da forma que havia se acostumado a fazer com sua vembraça.

Vendo que todos haviam escolhido suas armas, o homem falou:

-Bem, podem descansar por hoje, levarei vocês para suas instalações, amanhã começara o treinamento de vocês.

O grupo seguiu para a recepção, e logo após saíram da sede da guilda. Roen percebeu que já havia anoitecido, a lua mostrava sua face prateada acompanhada pelo brilho de muitas estrelas que iluminavam aquela noite.A caminhada não durou muito e chegaram a uma casa, não era muito grande, mas tinha tamanho suficiente para alojar um grupo de médio porte, o homem levou cada um a seus aposentos, no quarto de cada um havia uma cama, um bau, uma comoda e um pequeno banheiro.

-Espero que esteja descansado para amanhã as sete em ponto.-disse o homem a Roen.
Roen apenas assentiu com a cabeça, e o homem saiu,Roen colocou suas armas no bau. retirou suas vestimentas de aprendiz, e foi ao banheiro, onde foi tomar um banho, Roen se atrapalhou um pouco com o chuveiro, em Payon não havia aquele tipo de coisa, e durante o banho imaginava como esse tipo de coisa funcionava, logo após, vestiu uma roupa mais confortável que trazia em sua mochila, e deitou na cama, onde por um tempo ficou pensando em como estaria Master,quem era aquela aprendiz que o fascinara tanto, e oque aconteceria no outro dia até adormecer calmamente...

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Capitulo 2

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:49 pm

Capitulo 2 - O Teste pt.1

"As pessoas boas devem amar seus inimigos"

Seu Madruga

Musica do Capitulo 2:
Capitulo 2: Generator - Bad Religion
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Roen levantou relativamente cedo naquele dia, precisava estar na guilda dos espadachins a sete, mas a cinco já estava de pé, acordou, tomou um banho no pequeno banheiro, vestiu uma camiseta preta, e calças cinzas, e por cima vestiu um gibão, desceu e percebeu que havia uma mulher preparando o café.

-Bom dia!-Disse a mulher com um enorme sorriso.
-Bom dia.-Respondeu Roen-Quem é a senhora?
-Eu sou conhecida com Mãe dentro da guilda, sou uma das criadas designadas para cuidar dos alojamentos, vamos sente-se pode tomar o café.-Respondeu a criada com muito prazer
-Ah... Muito Obrigado Mãe...Os outros ainda não acordaram?-Sentou Roen em uma cadeira.
-Não, você é o primeiro.
-Hmm...Bem acho que eles não vão se importar se eu começar antes.-pegando um pão
-Heh,também acho- Respondeu a criada com um largo sorriso.

Enquanto tomava seu café Roen ouviu passos que desciam as escadas e viu que quem chegavam eram os outros espadachins que logo se sentaram a mesa,Roen viu que as garotas não estavam ali.

-Bom dia!-Disse Roen ao grupo.
-Bom dia.-Responderam alguns do grupo.
-Onde estão as garotas?-Perguntou Roen que alcançava um segundo pão.
-Devem estar se arrumando, você sabe como são as garotas né?-Respondeu o espadachim de óculos.
-É...-Roen expressava um falso sorriso quando disse isso, na verdade ele não tinha muita idéia de como são as garotas, nos seus doze anos de existência quase não brincara na infância com as meninas em Payon, muitas delas eram um pouco reclusas, as vezes que brincara com alguma fora com as filhas da vizinha, e uma vez ou outra quando via suas primas, e não tinha certeza de como se portar na frente de uma.
-Alias,qual é o seu nome?-Indagava o espadachim de óculos.
-Meu nome? Eu me chamo Roen! E você como se chama?
-Eu me chamo Yukimura, prazer em conhece-lo Roen. - disse Yukimura estendendo a mão para o então amigo.
-O prazer é meu.-respondeu Roen retribuindo o gesto.
Então passos rápidos foram ouvidos e logo surgiram as três espadachins, que lo se sentaram do lado oposto ao de Roen na mesa, Roen aspirou um leve perfume e percebeu que vinha da espadachim de cabelos azuis que ele ficara observando no outro dia, e acabou sentindo uma leve atração por ela.As garotas conversavam isoladas, e falando baixo, somente entre elas, as vezes elas soltavam um rizinho ou outro de vez em quando. Roen ficava observando a espadachim enquanto todos tomavam o café, e concordava com uma coisa ou outra que Yukimura te falava, sem muito prestar atenção.
-Sua mãe não te ensinou que é falta de educação ouvir a conversa dos outros não?-falou a espadachim de cabelos vermelhos
-Hã?...Me desculpe...eu não estava...-Se desculpou Roen sem jeito.
-Você não é o aprendiz que usou um "fulminante" na seleção?-falou a terceira espadachim, a de cabelos castanhos.
-Bem...é...-gagejava Roen meio vermelho.
-Não zoa-quem falava era um dos garotos mais velhos-não tem como um cara desses usar o "fulminante", é até mesmo difícil para um espadachim sem ter tido um treinamento...Hahaha....
-Você deve estar certo...-falou ela timidamente.

Roen teve vontade de mostrar como conseguia usar o golpe fulminante naquele momento, mas sentiu como se algo o impedisse de fazer algo do tipo,na verdade era como se o impedisse de fazer qualquer coisa violenta, algo alem de sua compreensão, terminou de tomar seu café e disse a Yukimura:
-Vou subir para o meu quarto, tenho que arrumar meus equipamentos!até mais...
-Não se esqueça de que tem que estar na guilda as sete.-disse o espadachim.
-Pode deixar!-Dizia Roen já perto da escada...

Logo após entrar no seu quarto, pegou sua espada e seu escudo, e viu que ainda eram seis horas, desembainhou sua espada e começou a lustrar a lamina com um pano, ficava pensando no dia em que compraria a sua própria espada e não precisaria ficar dependendo das armas providas pela guilda, logo após pegou o seu escudo e começou a polir, estava tão envolvido em seus pensamentos que nem percebeu que já eram seis e quarenta e cinco quando terminou de preparar seus equipamentos , rapidamente colocou a espada na bainha, pegou o escudo e correu para a guilda. Quando chegou percebeu que todos já haviam chegado e sentiu o olhar severo com o qual o cavaleiro olhou para ele.

-Eh...é que eu perdi o...hã...-Se explicava Roen.
-Não precisa se explicar,junte-se aos outros que já vamos começar...-falou o cavaleiro.

Todos olhavam para o espadachim enquanto ele se juntava ao resto do grupo, Roen olhou na direção da espadachim que olhou em seus olhos verdes, com uma expressão que Roen identificou como algo do tipo"Ai que garoto bobo", encabulado ele se dirigiu para o fundo do grupo, atras de todo mundo .

-Bem, agora que estamos todos reunidos, vamos fazer um teste com vocês, para que possamos avaliar o que cada um sabe sobre a esgrima.Venham comigo.
O pequeno grupo seguiu o cavaleiro pelas ruas de Izlude, até chegarem a um pequeno local com alguns bonecos para o treino, e uma areá larga onde os espadachins podiam se degladiar.

-Bem, vocês irão lutar uns contra os outros, não se preocupem no caso de derrota pois estarei aqui avaliando a habilidade de cada um, quando eu chamar seus nomes, quero que se apresentem aqui e preparem-se para o combate.

O Cavaleiro ia chamando os nomes de cada um, e eles iam lutando uns contra os outros, a cada luta que passava Roen ia ficando cada vez mais animado e o seu espirito guerreiro que existe em cada habitante de Rune-Midgard ia cada vez mais queimando dentro de seu peito, até que...
-Roen Midnight, se apresente! - disse o cavaleiro, Roen caminhou na direção do cavaleiro com um sorriso no rosto-Esta preparado?
-Claro! - Respondeu o espadachim com animo.
-Clarissa BurningHearth, se apresente!-Chamou o cavaleiro.

"O que? Vou lutar com uma das garotas?"Foi oque Roen pensou quando ele ouviu aquele nome, e seu sorriso logo se dispersou quando ele viu que com quem iria lutar.
Na sua frente armada com uma espada de duas mãos, em posição de ataque estava a espadachim que ele tanto estava admirando.

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Capitulo 3

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:49 pm

Capitulo 3 - O Teste pt.2
"A hesitação é o começo do fracasso"
A.D.

Musica do Capitulo:
Capitulo 3: Wolf and Raven - Sonata Arctica
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Naquele momento era como se o chão se desfizesse abaixo dos pés de Roen, era como se tivesse caído em um espaço profundo, e era isso que sentia em seu peito, ia lutar justamente contra aquela espadachim que lhe tinha chamado tanta a sua atenção.

-Eu vou ter que lutar contra uma garota?-Disse Roen.
-Algum problema?-Respondeu o cavaleiro.
-Bem...Não é desvantagem para ela lutar contra um garoto?
-Primeira lição como espadachim, nunca subestime seu oponente, nem o julgue por sua aparência.
-O que foi? Esta com medo de apanhar para uma garota?-Desta vez quem falava era a espadachim que o fitava com seus profundos olhos azuis - alem de irresponsável é também medroso?
-O que?Como se atreve...-exclamou Roen, enquanto seus olhos verdes se encontravam com os olhos de sua oponente.
-Vejo que agora já esta mais animado para o combate, estão preparados?
-Estou! - disse Clarissa
-Vamos logo com isso-disse Roen.
-Começar!

A espadachim avançou rapidamente atacando o garoto com uma estocada que ele bloqueou com seu escudo e revidou com um ataque horizontal que a espadachim aparou com habilidade e revidando com um ataque que empurrou o espadachim para trás, Roen permanecia em postura defensiva até que ela abriu uma brecha, executando um ataque vertical quase a acertou no ombro mas a espadachim desviou virando o corpo para o lado, a briga ia seguindo nesse ritmo, ambos empatados, era visível que a garota era mais rápida em seus ataques e movimentos, mas Roen era mais resistente, seus ataques se igualavam em força e habilidade, em um dado momento todos presente ficaram estupefatos até mesmo o cavaleiro quando ambos gritaram:

-Golpe Fulminante!!-a espada de ambos brilharam com um brilho forte, e acabaram se encontrando fazendo um enorme barulho de metal se chocando.

Ficaram com as espadas cruzadas medindo forças,naquela posição ficaram durante cinco minutos,mas para os dois era como se o tempo não passasse, era como se o tempo não existisse, foram como se anos, décadas, séculos estivessem passando em apenas alguns segundos, os dois se encarando, os olhos verdes de Roen e os olhos azuis de Clarissa, seus corpos começaram a se inclinar para a frente, os olhos semicerrados, os lábios frisados, as cabeças cada vez mais perto...

De repente tudo ficou escuro e aquela dor do lado direito do rosto, depois a queda ao chão, a dor do joelho se esfolando.
Quando abriu seus olhos Roen viu a espadachim em pé na sua frente apontando a espada para o seu rosto.
-Vai desistir?-exclamou Clarissa.

.Com um golpe de escudo afastou a espada e avançou com um ataque que foi repelido com destreza, mas Roen continuou atacando, e ia avançando com outros ataques, que também iam sendo repelidos, mas aos poucos Roen ia ganhando terreno, fazendo a espadachim recuar, até que ela acabou tropeçando e Roen gritou:

-Golpe Fulminante - sua espada brilhou com um brilho intenso , o golpe ia ser direto, acertando o abdome, mas no ultimo instante Roen olhou para os olhos de sua adversária, aqueles olhos profundos que lhe passava uma sensação de paz e que demonstravam algo que ele não conseguia identificar, algo indecifrável, o brilho de sua espada diminuiu até desaparecer por completo,a espada ficou frouxa em suas mãos e seu golpe acabou saindo fraco e ineficaz, o suficiente para que ela pudesse se defender e contra-atacar fazendo com que a espada de Roen voasse da mão de seu dono passando por cima da cabeça dele, e caindo a três metros de distancia se cravando no chão.

-A vencedora é Clarissa!- anunciou o cavaleiro.
.Todos naquele momento gritaram de excitação e euforia da luta que acabara, nenhum dos outro espadachins havia usado o golpe fulminante em seus combates a não ser aqueles dois, também havia sido a luta mais demorada chegando a trinta minutos de combate.
-C-como isso...É-é impossível... -disse Roen estático, seus olhos cravados no de sua oponente...
-O que? Apanhar para uma garota? - respondeu a espadachim com indiferença.
-Não... Como alguem é capaz de provocar isso dentro de mim, me fazer sentir acuado... Essa sensação, eu não entendo, eu não sou capaz de te ferir, de te machucar...

A garota não respondeu nada, apenas deu as costas e seguiu caminhando em meio aos gritos de euforia.
-P-Porque?Porque eu não sou capaz de feri-la?-murmurou Roen com sua cabeça baixa, e recolhendo sua espada humildemente...

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Capitulo 4

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:50 pm

Capitulo 4 - A peregrinação
"Deus escreve certo, por linhas tortas...
" Ditado Popular

Musica do Capitulo:
Capitulo 4: Smells Like Teens Spirit - Nirvana
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Master secou o suor que escorria por seu rosto, o sol batia forte em sua fronte, ja faziam duas horas que caminhava pelo monte Mjolnir.
-Ja devem ser entorno de umas quatro horas, da que a pouco vai o sol vai estar se pondo.-disse observando o sol com uma das mãos cobrindo os olhos- o Roen deve estar bem melhor que eu...Onde sera que esta a droga desse irmão?

.O aprendiz continuava andando pelos caminhos tortuosos do monte Mjolnir era um caminho árduo para um aventureiro inexperiente, mas Master tinha experiência com terrenos dificultados como este, e para ele não era problema. Mantinha uma marcha rápida e ritmada e não se cansava, até que chegou a um pequeno lago, com alguma arvores logo abaixo de uma elevação onde ele se encontrava.

-Me disseram que foi aqui que eu ia encontrar aquele sacerdote,bem...onde será que ele está?

.Uma série de zumbidos começaram a ecoar pelo local, aquilo fez com que Master se arrepia-se todo, lentamente o aprendiz olhou para trás e viu que seu temor era concreto, um grupo de zangões acompanhavam sua rainha.Uma pequena bola de eletricidade já começava a se formar na frente da rainha, que era maior que todos seus asseclas. Master não teve muito tempo para pensar quando a esfera foi arremessada, contra ele, por pura sorte ou por uma intervenção divina o garoto conseguiu se esquivar se jogando no chão, com a esfera passando a cinco centímetros de sua cabeça e acertando uma arvore logo atras que acabou por ficar carbonizada.O aprendiz não pensou duas vezes e se pôs a correr evitando ao máximo os ataques dos zangões dentro de sua capacidade. o aprendiz corria freneticamente quando um dos asseclas o alcançou. Master puxou sua adaga e golpeou o olho do zangão que estava do seu lado esquerdo, sua mão foi encoberta por um liquido de cor amarela que encharcou a mão do aprendiz que rapidamente desferiu outro golpe em mais um zangão que se aproximava era evidente que Master não ia conseguir sobreviver por muito tempo, a rainha já se aproximava preparando mais uma esfera elétrica entre suas antenas, ele tinha que pensar, mas não houve muito tempo, havia chegado a beirada de uma encosta. Master olhou para baixo, olhou para as abelhas que se aproximavam rapidamente, não pensou duas vezes e saltou a encosta.
O garoto caiu rolando, e acabou por rasgar suas roupas e ficando cheio de cortes por causa da queda.

-Curar!!-disse Master, e uma aura verde o encobriu curando todas suas feridas - Será que aquelas abelhas malditas vão voltar? Esses bichos bisonhos só aparecem quando eu estou sozinho...ainda bem que tenho a manha da ariranha hahahaha...-o garoto acabou olhando para cima e viu que não havia escapado ainda, a rainha vinha a toda velocidade na sua direção,o aprendiz ficou arrepiado com aquela visão, e se pôs a correr.Corria de uma forma alucinada sem prestar atenção por onde ia, não pensava em mais nada apenas em correr. Aos poucos foi sentindo suas pernas fraquejarem, já estava no auge de seus limites, os zangões que iam lhe alcançando foram lhe ferindo e ele se sentia cada vez mais fraco.Até que um fincou seu ferrão na perna esquerda do aprendiz que caiu fazendo um enorme baque no chão, a rainha se aproximava preparando mais uma esfera de eletricidade Master sabia que dessa vez não sobreviveria apenas fechou seus olhos e orou para que acontecesse um milagre.

O aprendiz então ouviu um barulho, e sentiu algo passando em alta velocidade por cima dele, quando abriu os olhos viu que a rainha não olhava mais para ele, olhou para traz e viu um homem vestido de branco envolvido por uma aura branca, usava um chapéu que lembrava um deviruchi, seus olhos eram vermelhos e sua pele alva, acompanhando ele, vinha um homem que vestia uma roupa folgada que Master pensou ser um roupão e na cabeça usava um chapéu rosa.

-Curar!!-Disse o homem de branco-E uma aura verde com um brilho sem igual envolveu o aprendiz.-Hatori você já sabe oque fazer!
-Claro! Espirito do Sacerdote!!-Bradou o outro, o seu companheiro foi envolvido por uma luz azul enquanto uma fumaça formando a palavra "Soul Link" aparecia em cima da cabeça do mesmo.-Acaba com ela Sebastian!

-Luz Divina!!Luz Divina!!Escudo Mágico!!-Gritava Sebastian, enquanto esferas luminosas voavam de suas mãos e acertavam a rainha, e ele se mantinha dentro de uma aura rosa. Não demorou muito a rainha começava a fraquejar, até que do nada ela sumiu em uma luz azul.

-Droga!!Estava tão perto, vamos ter que procurar ela novamente...-disse Sebastian.
-Ja é a segunda vez hoje...-respondeu seu amigo.

Com uma cara de espanto Master observava o homem que estava a sua frente, oque ele tinha acabado de fazer havia espantado ele,como alguem podia afugentar um dos monstros mais fortes daquela maneira.

-O-obrigado,S-senhor!!-Disse Master para a Dupla.

-Hã?! Ah! De nada! Não tenho muito o habito de ajudar assim, mas já que estávamos caçando esse monstro não custava nada né?heh-Dizia o homem estendendo a mão para o aprendiz-Bem me chamo San Sebastian e esse é Hatori Hanzo, qual o seu nome?

-Master!-Respondeu o aprendiz com um sorriso no rosto-Obrigado por ter me ajudado vim aqui por causa do teste de noviço.

-Ah! Você veio para poder falar com o irmão Bartholomeu? Hmm interessante...Siga nessa direção e você pode encontrar ele... toma cuidado em...-disse Sebastian enquanto apontava para uma direção.

-Muito Obrigado!Ah, e da próxima vez que nos virmos você é que vai precisar de minha ajuda. - Disse o aprendiz enquanto corria na direção que o Sumo Sacerdote havia apontado para ele.

-Heh!Ele me lembra você quando mais jovem, até é o mesmo irmão que ele esta procurando...-dizia o espiritualista.

-Ele parece ter talento,um verdadeiro talento mesmo, não é qualquer aprendiz que aguenta todos aqueles ataques...e olha que não eu não sou de me enganar...heh-Dizia isso enquanto acompanhava o jovem aprendiz com seus olhos vermelhos, iguais a dois sangue escarlates.

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Capitulo 5

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:51 pm

Capitulo 5 - O Re-encontro
"Im so happy 'cuz today i feel my friends..."
Nirvana

Musica do Capitulo:
Capitulo 5: Lithium - Nirvana
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Já faziam 2 semanas desde que Roen havia lutado contra a espadachim, e desde aquele dia não parou de treinar, era um dos mais esforçados, quem sabe o mais, mas nunca estava satisfeito com o próprio treinamento, treinava muito e incansavelmente alem dos seus próprios limites.

-Golpe Fulminante!!-gritou Roen acertando o boneco de madeira mais uma vez-Golpe Fulminante!!Golpe Fulminante!! Golpe Fulminante!!AhAhAhAh...-aquele boneco já estava para quebrar a muito tempo,Roen imaginava que ele era feito de madeira da próprio Yggdrassil,porque treinava sem parar seu golpe fulminante todos os dias chegava a cair de cansaço muitas vezes mas aquele boneco nunca quebrara.

-Golpe Fulminante!!-O boneco balançou forte e caiu uma lasca.-Droga...Acho que vou pra casa...por hoje basta...-Dizia o espadachim cansado e procurando folego.

Roen secou o suor,guardou sua espada e seguiu pelas ruas de Izlude que ele já conhecia muito bem,chegou até o dormitório dos espadachins.Percebeu que não havia ninguém em casa,retirou suas botas,subiu até seu quarto e tirou o seu uniforme.Sua cabeça latejava de dor, foi tomar um banho, por algum tempo deixou a água cair pelo o seu corpo.Aqueles dias haviam sido duros, teve que aguentar a chacota por ter perdido para uma das garotas, os treinos, os problemas, e o jeito com que a própria espadachim lhe tratava, não que foce mal mas parecia que ela o evitava muitas vezes,e aquilo o incomodava de certa forma.

Saiu do banheiro secando seus cabelos loiros vestiu uma camisa azul e calças pretas, e saiu para a rua, o dia estava limpo, o ar fresco do mar, e o som das aves litorâneas no fim do dia, fizeram com que Roen acalma-se sua mente por completo, ele seguiu para a feira de Izlude.A feirante que já o conhecia,sorriu e acenou para Roen que retribuiu com um sorriso.

-Já chegaram os pêssegos. -disse a feirante.

-Ah,que ótimo, quanto que é mesmo?-perguntou o espadachim

-Não, não é necessário pagar.Seu amigo já pagou-respondeu a feirante.

-Hã?!

-Sabia que estes pêssegos estão ótimos?Você deveria experimenta-los.-disse uma voz a qual Roen já conhecia,virou e viu os cabelos brancos,olhos cinzas, os trajes de noviço,com um pacote na mão e mordendo um pêssego com a outra, era ninguém menos que Master, seu grande amigo.

-Sempre fazendo posse!-disse Roen sorrindo.

-Não posso evitar, sou "bunito"!- respondeu o noviço.
Os dois amigos caminhavam tranqüilamente,botavam a conversa em dia, até que chegaram em um banco e sentaram.

-Então você correu da Abelha Rainha? - disse Roen rindo.

-Sim sim, hahaha, você devia estar la para ver...mas fiquei sabendo que você perdeu para uma garota, é verdade?- indagou Master segurando um riso.

-Quem te contou isso?-perguntou Roen com uma cara de desgosto.

-Ouvi um grupo de espadachim muito risonhos falando sobre um tal espadachim que havia perdido para uma garota...não imaginei que era você...parece que plantei verde pra colher maduro hahahahahahahahaha...-disse Master rindo incontrolavelmente.

-Então, você não sabia?-disse Roen fazendo uma expressão estranha.

-Não.Mas que é engraçado é,e muito!

-Você então sabe como que foi né?

-Sei não mano.

-Eu...eu...recuei...no ultimo instante,eu não era capaz de machucar ela, eu não consigo pensar em bater nela, tem algo nela que faz eu me sentir estranho...eu não sei oque é...-Master então começou a rir. -O que foi?Deu um ataque de leseira?

-Ta virando hominho!!-disse Master apertando a bochecha de Roen com o indicador e o polegar.

-Hã?!-disse Roen tirando a mçao de seu amigo de seu rosto-Como assim?

-Você ta gostando dela!!-dizia Master sorrindo.

-Cuma?!Não diga isso!

-Não me venha com essa,já estava na hora...
-Falou o maduro..

-Eh..bem, uma hora você vai ter que fazer algo...

-Fazer o que?

-Falar com ela!Horas...

-Aff...tudo bem...você ganhou.-Disse Roen abaixando a cabeça.

-Mas-disse Master se levantando- onde e que fica minhas acomodações?

-Como assim?

-Onde vou dormir? Não se faça de bobo, onde você dorme?

-Eh...Nos dormitórios dos espadachins...mas la da mal pra mim.

-Não tem problema, eu durmo na sua cama.

-Hãããããããããã...-Roen deixou a cabeça cair mais uma vez.

Os dois amigos seguiam para o dormitório dos espadachins, quando chegaram alguns dos espadachins ja haviam chegado.

-Olha só que chegou!-Disse um dos espadachins.

-São esses ai?-Disse Roen apontando para eles e olhando para Master.

-São...-respondeu Master contendo um certo riso
.
-Quem é esse ai contigo Roen?É seu namorado?-falou outro espadachim, nesse momento Master deixou de sorrir.

-Não enche!-respondeu Roen.

-O que foi não esta afim de conversar hoje?-falou o espadachim empurrando Roen que respondeu com um olhar enfurecido, Master reconheceu aquele olhar, rapidamente segurou o braço de seu amigo dissendo:

-Roen...relaxa mano...

-É ouve seu namorado,relaxa.-disse o espadachim soltando uma gargalhada.

Roen se soltou da mão do noviço, deu um olhar para o espadachim,que imediatamente recuou dois passos.Com um sorriso sínico no rosto Roen serrou seus dedos, Master apenas pensou "ferrou tudo", o espadachim engoliu um seco, e a porta abriu com força fazendo um enorme barulho e atraindo a atenção de todos.Quem abria a porta era Yukimura que estava todo suado e com uma ernome expressão de horror quando disse:
-U-um C-cavaleiro d-do A-abismo... tropa gigante -tremendo- a-atacando I-izlude.

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Capitulo 6

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:51 pm

Capitulo 6 - Frenesy
"I put my fingers in my eyes..."
Slypknot

Musica do Capitulo:
Capitulo 6: Duality - Slipknot
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

O dia estava claro e limpo, os porings saltitavam pelos campos de Prontera, tudo estava perfeitamente calmo e tranquilo.Mas todos esses silencio e calma foi rompido pelo galopar de um corcel, a cor, de seu pelo era negro como a alma do cavaleiro que o montava.O rosto daquele que o conduzia era deformado e praticamente escondido pelo elmo de balde que usava, sua espada tinha um tamanho colossal devia ter mais de dois metros. Acompanhando o cavaleiro havia um grupo de esqueletos vestidos em pesadas armaduras enferrujadas e carregavam suas espadas já chanfradas que faziam seus corpos penderem para o lado em que carregavam.Haviam duzentos desses esqueletos junto daquele terrível cavaleiro.

Por onde os cascos do corcel tocavam o chão ficava negro e as plantas morriam,o céu ficava negro logo em cima de onde esse exercito passava.

Um pequeno grupo de aventureiros compostos por uma arqueira, um gatuno e um espadachim viram o exercito se aproximando da pequena cidade de Izlude, o espadachim correu rapidamente para Izlude enquanto o gatuno e a arqueira corriam em direção a Prontera.

Não demorou muito um grupo de espadachins começava a se juntar na frente de Izlude, um suor frio correu pelo rosto de muitos, para grande parte seria sua primeira luta, o embate contra aquele exercito era iminente.

O enorme cavaleiro ergueu sua espada, e seu exercito avançou, os espadachins correram na direção dos esqueletos. Eles lutavam com tudo oque tinham, Golpes Fulminantes, Impacto Explosivos, tudo era usado, mas os inimigos eram fortes demais e o vigor eterno proporcionado pela morte os tornavam praticamente invencíveis. Era uma luta realmente difícil, Clarissa lutava contra um dos esqueletos, o monstro era lerdo, mas batia com a força de um martelo, seus ataques eram precisos e difíceis de se aparar, para cada ataque do monstro a espadachim revidava com outros três.Tudo ia bem até o momento que o monstro deu um ataque vindo de baixo para cima, que derrubou a garota no chão tirando a espada de suas mãos, o monstro preparou para dar o ataque de misericórdia, a garota fechou seus olhos e pediu para Odin uma salvação.O esqueleto desceu sua espada.

O Barulho de metal colidindo, foi a única coisa que a garota ouviu, quando abriu os olhos, ela viu na sua frente aquele vulto loiro bloqueando o ataque do monstro com um escudo, medindo forças com o monstro.

-Master!!Quando você quiser!!
-Benção!!-sussurrou o noviço, dois pequenos anjos apareceram sobre a cabeça do monstro que o fraquejou, Roen subitamente gritou:
-Golpe Fulminante!!- A espada do garoto brilhou intensamente e acertou a cabeça do monstro, que desmontou em seguida.-Sou Mal!!Heh!!
-Curar!!-uma aura verde clara encobriu a espadachim que estava no chão-Menos Roen,menos!
-Você esta bem?-disse o espadachim enquanto estendia a mão para a espadachim.
-E-Estou...-respondeu a garota enquanto segurava a mão do garoto.
-Tome isso e volte para a cidade!-falou Roen enquanto entregava uma asa de borboleta nas mãos da garota.
A garota desaparecia aos poucos enquanto o espadachim a olhava dentro dos olhos, o garoto virou rapidamente bloqueando o ataque de outro monstro.
-Curar!!-Uma aura verde encobriu o monstro que recuou, enquanto Roen o acertava com outras três espadadas derrubando o esqueleto.
-"Indiota", depois morre e não sabe porque,né!-Provocou o noviço.
-Heh, vamos acabar com eles de uma vez!!-disse o espadachim com um sorriso no rosto.

Para muitos o campo de batalha é um local horrível,abominável, mas para Roen aquele era seu playground.Seu sangue guerreiro corria forte em suas veias, seu valor era mostrado no campo de batalha, a glória lhe era dada, acreditava que era quando Odin o observava, e era quando se sentia mais forte.
-Impacto...Explosivo!!-gritou Roen,com sua espada encoberta de chamas o espadachim bateu com ela no chão espalhando o fogo e acertando vários oponentes- Master, você não tem nenhuma coisa para ajudar a gente?Esses bichos são fortes...
-Curar!!Curar!!Joga isso na sua espada!-disse o noviço jogando uma garrava para seu amigo enquanto combativa dois Khalitzburg.
-O que é isso?-indagou Roen bloqueando um ataque com seu escudo.
-Água benta,vai fazer um estrago neles.-respondeu Master passando uma rasteira em outro monstro.
-Ok.-Roen empurrou o monstro, tirou a rolha da garrafa com a boca espalhou o liquido pela lamina de sua espada-Golpe Fulminante!!-O monstro desmontou com apenas um golpe- Valeu cara, muito boa essa parada.
-Não disse que era do balacobaco?Luz Divina!!
-Merda,esses bichos não acabam...
-Tem um amontoado deles ali.-apontava Master.
-"Cha" comigo,Vigor!!-a pele do espadachim ficou mais rígida e ele saiu correndo em direção dos monstros.
-Ele não da valor para a própria vida,heh,Benção!!Aumentar Agilidade!!,e eu menos,então vamos nessa.

A batalha estava equilibrada mas parecida que os monstros não acabavam, mais da metade dos espadachins já estavam fora de combate e os monstros não paravam, aquilo já havia se tornado um inferno, porque ninguem vinha ajudar? Se perguntavam todos.

-Eles...não...acabam...-falava Roen já sem folego.
-Curar!!-O espadachim fora encoberto por uma aura verde-Uff.. se não fosse eu aqui você já teria tombado.
-Tenho que...admitir isso...

Nesse momento ambos ouviram o relinchar de um cavalo, os dois se arrepiaram quando viram o cavaleiro derrubar dez espadachins com apenas um único golpe de sua espada. Ele mal viu os dois amigos e já estava indo para cima deles.

-Fedeu!-Chingou Master.
-Não tem como fugir, vamos ter que lutar. - Bradou o espadachim
-Fala isso não...

O cavaleiro avançou em carga para cima dos dois, ambos pularam,uma para cada lado, para se esquivar do ataque.Com um rápido movimento Master acertou com seu mangual pesado a pata esquerda de traz do corcel,mas pareceu que o golpe não fez efeito algum.O cavaleiro revidou com uma espadada, mas Roen entrou na frente bloqueando o ataque e acabou sendo jogado para longe com a força do impacto.

-Roen!!-Gritou Master para seu amigo.
Distraído Master foi acertado de raspão pelo cavaleiro na região do tronco,o ataque fez um enorme ferimento, o noviço caiu fraco com o sangue jorrando, o cavaleiro levantou a espada para atacar Master, mas foi surpreendido pelo pequeno bufão que saltava por sua cabeça.
-Hey, seu maldito filho de uma chocadeira!!-proferia Roen-Vem para cima de mim!!
O cavaleiro olhou para o espadachim e avançou para cima dele em carga novamente, o garoto se esquivou para o lado e atacou o corcel que nem se mexeu.O cavaleiro atacou com um ataque vertical que o espadachim bloqueou com seu escudo.O ataque fez com que o escudo do garoto rachar e o seu portador caiu de joelhos.
-Luz Divina!!Luz Divina!!Luz Divina-O noviço que já havia estancado o ferimento tentava chamar a atenção do monstro que não se mexia.
O monstro levantou sua espada e atacou novamente o escudo do garoto que se partiu, Master tentava a todo custo chamar a atenção do monstro, mas o mesmo não o dava atenção, o monstro levantou a espada novamente.No momento em que a desceu, Roen se levantou gritando:
-Golpe fulminante!!-A espada dos dois colidiram, mas a espada do garoto não resistiu e quebrou, o ataque do cavaleiro o acertou em cheio no ombro que caiu de joelhos, com a vista embaçada e sem forças.Olhando para Master o monstro foi em direção do noviço.
-Maldito seja!Luz Divina!!Luz Divina!!Luz Divina!!- As esferas de luz voavam da mãos do garoto, mas o cavaleiro não recuava,o noviço tentou correr para perto de seu amigo mas foi atingido no peito e caiu sangrando no chão.

O monstro levantou sua espada para dar um fim ao noviço, a espada desceu rápida, e destrutiva, mas seu trajeto foi parado antes que encostasse no noviço.
Master sentiu o sangue pingar em seu rosto e viu que na sua frente estava Roen segurando a espada do cavaleiro com o braço direito o qual tinha sido atingido pelo ataque.O sangue corria pelo braço do espadachim que não parecia se importar com dor ou qualquer outra coisa.

-Idiota!Não faça isso!-dizia Master.

Roen não dava ouvidos ao que Master dizia.Seus olhos demonstravam fúria e não tinham foco, um sorriso sínico estava em seu rosto, não eram as feições normais do espadachim e Master sabia oque estava significava aquilo.O sangue que vertia da mão do espadachim ficou claro, por alguns segundos o cavaleiro tentou tirar a espada da mão do garoto,mas ele não a soltava até que a lamina se partiu.O cavalo empinou quando o garoto olhou dentro dos olhos do mesmo, o monstro que o conduzia caiu no chão, o espdachim se aproximou do mesmo e olhou dentro dos olhos do cavaleiro.

O sangue claro que pingava da mão de Roen caia em cima do cavaleiro e fazia sua armadura se dissolver.

-Vá para Nifflhein seu filho de uma cachorra leprosa!-a voz do garoto soava diferente,ameaçadora, e com um soco o garoto atravessou o cranio do cavaleiro que se transformou em poeira deixando apenas sua armadura e vestimentas no chão.
Sobre os restos dos cavaleiro e coberto por seu próprio sangue Roen permanecia de pé,a visão do espadachim então começou a escurecer o sangue vertia forte pelo fermento,sentiu tudo ficar frio e ele caiu fraco.
-Idiota,Idiota,Idiota...-Master caminhou lentamente com a mão em cima do ferimento até seu amigo gritando.-Idiota, você não podia ter feito isso...

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Capitulo 7

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:53 pm

Capitulo 7 - Decepção
"Nossa dúvidas são traiçoeiras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar."
William Shakespear

Musica do Capitulo:
Broken - Bad Religion
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Visão embaçada, a dor no braço direito, não conseguia se mexer direito. Tudo estava confuso para Roen que acabara de acordar.Estava em um leito da enfermaria da guilda dos espadachins,o espaço era arejado e agradável, uma brisa soprava afastando as cortinas do recinto.O braço direito doía muito e estava enfaixado.Ao seu lado, sentado em uma poltrona,dormindo, estava Yukimura.
Roen não recordava de muita coisa do que havia acontecido, apenas de ter sido atingido pelo ataque do cavaleiro do abismo em cheio, e logo após isso tudo era apenas um borrão, e uma vaga lembrança de Master o carregando em direção a cidade.

-Bom dia!-Disse Yukimura acordando com pouco de saliva escorrendo no canto da boca- Nossa finalmente você acordou, achei que não foce levantar mais.
-Bom dia!-Respondeu Roen com uma mão na cabeça- O que aconteceu?Como eu vim parar aqui?
-Bem, durante o ataque pelo oque seu amigo nos contou você foi atingido pelo o cavaleiro do abismo durante a invasão.Ele te trouxe bastante machucado e você tinha perdido bastante sangue do corpo...alias, já faz uma semana que você esta de cama.
-Como? Uma semana? - se espantou o garoto.
-Sim, você estava em uma situação delicada,seu ombro estava deslocado, os ossos do seu braço haviam se partido em 6 partes, você tinha dificuldade de respirar,e chegou a perder um quinto da quantidade do seu sangue corporal, por pouco você não morre. - respondeu o companheiro.
-E o Master onde esta ele? - Indagou Roen
-Bem, ele foi para Prontera disse que tinha que resolver uns negócios, disse que apesar do seu estado você ia acordar em uma semana.E também disse que não era para se preocupar com os equipamentos que se quebraram e que com oque havia caído do cavaleiro vocês estariam com dinheiro suficiente para se manterem por um bom tempo.Alias seu amigo é bastante talentoso, nunca vi um noviço trabalhar com tanta maestria no trato de ferimentos, poderia falar que ele é quase um Sacerdote.Só uma coisa... como vocês derrotaram aquele cavaleiro?
-Bem...-abaixou a cabeça olhando para as mãos enfaixadas- eu não me lembro...
-Hmm...vocês dois passaram por um mal bocado...
-Quando vou poder sair daqui?
-Bem...Agora que você acordou devem te dispensar em mais ou menos dois,três dias... da forma que você se recuperou acredito que até amanhã...Beeem, vou dar uma saída e avisar os médicos que esta tudo bem com você... - O espadachim se levantou e foi até a porta.
-Yukimura. - disse Roen
-O que foi? - perguntou o garoto virando para o amigo.
-Obrigado. - disse Roen ainda observando as mãos.

A luz que entrava pelos vitrais da igreja naquela hora do dia dava um ar de pura tranquilidade e calma ao local, noviços rezavam ajoelhados.Alguns espadachins estavam presentes conversavam com uma templária que lhes fazia perguntas e sacerdotes cuidavam de suas tarefas normais do dia a dia.

-Então vocês venceram o cavaleiro do abismo? - perguntou um sacerdote atras de uma escrivaninha.
-Pode se dizer que sim, o ataque a Izlude foi contido com sucesso...-respondeu Master.
-É só isso que tem a me relatar sobre o ocorrido em Izlude?
-Sim...-respondeu o garoto
-Então esta dispensado! - disse o sacerdote fazendo um movimento com a mão.
-Senhor... tenho uma pergunta...
-Diga.
-Porque esse tipo de ataque aconteceria em Izlude?Não existe uma lógica para esses monstros atacarem aquela cidade...
-Na verdade, não sabemos... se não foce você estar la não teríamos tido conhecimento pleno do ocorrido...é muito estranho isso...a não ser...
-A não ser...?
-Bem, isso é muito pouco provável mas poderia ser algo ligado a algo que estamos investigando no momento...
-Oque seria? - perguntou o garoto com um brilho nos olhos.
-Bem, você já deve conhecer a história de Morroc e Tanatos não é?
-Claro...
-Parece que um grupo anda fazendo sequestro de crianças para poder reviver o demônio, e suspeitamos que esse cultista seja capas de invocar monstros...
-Hmm... eu e um amigo poderíamos participar das investigações?
-Bem... é um pouco arriscado para aventureiros inexperientes...
-Não importa, quero investigar sobre esse caso...
-Muito bem... então quando estiver preparado, volte aqui e lhe darei as informações que sabemos...
-Obrigado senhor.

Uma brisa fresca adentrou pelo o recinto, Roen olhava pela a janela do leito, estava com o olhar distante, e pensativo, sabia exatamente oque havia acontecido. O barulho do ranger da porta tirou a concentração do espadachim, quem adentrava era Clarissa, a garota vestia um vestido vermelho que lhe batia nos joelhos e trazia o cabelo preso.

-Oi.-disse a garota-tudo bem com você?
-Bem...dentro do possível...-respondeu o garoto com um sorriso.
-Esta doendo muito,o seu braço?
-Só quando eu rio...
-Sem graça...
-Cliche né? Também não gosto, só falei por falar mesmo...O que você veio fazer aqui?
-Não é meio obvio?
-Quero ouvir de você...
-Vim ver você...e...te agradecer por...me salvar...-disse a garota com um pouco de vergonha.
- É só isso? - Perguntou o espadachim com a cabeça baixa olhando ela pelo o canto do olho.
-Na verdade...
Um silencio então pairou no recinto, por um momento os dois evitaram se olhar, ambos respiravam pesado.
-Tenho que te falar uma coisa! - disseram os dois ao mesmo tempo.
-Pode falar primeiro.- disse Roen
-Bem...Me desculpe pela forma que eu te tratei, você não é tão idiota quanto eu pensava...e eu tenho te tratado de uma forma ruim... e eu queria que você solbe-se que...
Nesse momento um justiceiro entrou dentro do quarto, tinha os cabelos curtos, e olhos pretos. Segurava uma mala em uma das mãos e trazia seu sobretudo na outra.Havia a mesma idade que Roen e Clarissa e se mostrava apresado.
-Clarissa, vamos se não vamos nos atrasar...temos que pegar o aeroplano querida. - a menção da palavra "querida" fez o espadachim sentir um frio na boca do estomago, como se tivesse tomado um soco.
-Sim, já vou Galard, só deixe-me despedir dele...-disse a garota. - Roen... hoje vou para Einbroich com o Galard para poder seguir com meu treinamento la e porque...
-Porque...?
-Ele é meu namorado...- essas palavras fizeram com que o espadachim ficasse atônito, não esperava isso.
-Bem...já falei oque tinha que falar, até mais Roen.-falou a garota.

A garota e o justiceiro saíram do quarto, enquanto saiam de mãos dadas o espadachim os seguia com seus olhos.E antes deles sairem os olhos dos dois se cruzaram uma ultima vez.Não sentia vontade de chorar,mas sentia uma frustração dentro de si, estava triste e sem reação, ficou um tempo deitado olhando para o nada até que calmamente adormeceu. Quando acordou teve uma surpresa,Master estava sentado do lado da cama retirando as faixas do corpo do espadachim.
-O que você esta fazendo aqui? - Perguntou Roen.
-Te tirando desse lugar, você já ta bom. Vamos lá, temos oque fazer. - respondeu o amigo
-Não to afim de me levantar. - falou o garoto sem animo algum na voz.
-Que que deu em você? Temos trabalho a fazer.
-Não me interessa...
-O que aconteceu com você?Para de frescura... e vamos!!
-Não to com vontade...
-Oque foi? A pancada do cavaleiro do abismo foi forte de mais ou oque?
-Sai...
-Oque foi? Foi a espadachim? - Roen ficou em silencio,Master já imaginava oque acontecera-Ela te deu um fora?
-Não...pior...ela tem um namorado...-respondeu o garoto olhando para baixo sem muito animo.
-E você esta assim por causa disso? - falou Master segurando o garoto pela gola - por acaso ela disse que não gosta de você?
-Não...Bem...
-Por acaso ela é a única garota que existe no mundo? - interrompeu Master
-Não...Mas...
-Olha aqui cara não compensa ficar assim por causa de uma garota, o mundo é grande existem outras, e ainda tem muita coisa pra acontecer, então só por causa de ela ter um namorado você vem e fica ai de "Este Mundo me Odeia" de "Eu Mesmo me Odeio",então levanta dai moleque, porque temos mais oque fazer,do que ficar aturando essas suas crises. - bradou Master.

Com um sorriso no rosto Roen se levantou, afastando as mãos do amigo, entrou no pequeno banheiro, quando voltou estava vestido com sua roupa de espadachim, Master lhe entregou seu novo escudo, e sua nova espada, quando tocou o punho da mesma, sentiu uma energia percorrer seu corpo e viu pequenos raios saltarem da lamina da espada, no cabo da espada vinha escrito em letras de cor azul "NecronX".

-Forjada pelo o melhor ferreiro que encontrei - disse Master sorrindo para o amigo- e como vento é o seu elemento preferido, comprei do mesmo elemento.

-Muito Obrigado Master, não só pela arma, por tudo!
-Que nada, amigo é para estas coisas... - falou dando um tapa nas costas do companheiro.
-Então, qual é a missão?

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Capitulo 8

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:55 pm

Capitulo 8 - A Missão
"Visão sem ação não passa de sonho, ação sem visão é só passatempo,visão com ação
pode mudar o mundo"
Joel Baker

Musica do Capitulo:
They Follow - Sonata Arctica
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


O noviço ouvia atentamente as instruções do sacerdote,a cada vez que lhe era perguntado se ele havia entendido ele assentia com a cabeça.O tempo estava quente, mas agradável, a luz atravessava os vitrais da igreja e pousava em cima da mobilha do pequeno escritório que se encontravam.
-Basicamente é isso,vocês vão ter que ficar de olho no encontro de dois supostos cultistas que nosso informante nos avisou que haveria,esta pronto Master?-Perguntou o Sacerdote.
-Claro.-Respondeu o noviço, tirando um pouco de cabelo que lhe caia na frente dos olhos.
-Evitem entrar em combate, vocês ainda são iniciantes e não queremos que hajam baixas de dois aventureiros iniciantes -
precaveu o homem.
-Não se preocupe, nós ficaremos bem!-disse o noviço fazendo uma reverencia e se retirando da sala.
Quando o noviço saiu da sala a figura de uma mulher surgia de uma das paredes, com longos cabelos loiros presos em duas tranças, e com lindos olhos azuis. Sua presença emanava poder e calma ao mesmo tempo, e com sua voz macia falou:
-Então vou ter que tomar conta desses dois? Por que tanto cuidado com eles? - Perguntou.
-É muito perigosa essa missão.
-Ah, não é por isso não, vocês não iam me por de babá para poder manter a salvo dois iniciantes...Você acha que eu não sei que isso tem algo a ver com o que ocorreu em Izlude?
-Bem...Você me pegou, você é mesmo inteligente como dizem.-disse o sacerdote passando a mão em sua testa-Bem... temos a suspeita que um dos dois garotos pode ser aquela "criança" que nos foi dita por aquela Valquíria a alguns anos atras.
-Aquela "criança"...Hmm, interessante - disse a mulher com um sorriso no rosto enquanto seguia para a porta - não se preocupe eu vou cuidar deles. - falando isso ela sumiu da mesma forma que apareceu.

Master passou pelos corredores da igreja pensando na missão, quando saiu da igreja viu Roen sentado no banco logo a frente com uma edição do "Planeta Clarim" aberto.
-Alguma novidade? - perguntou o noviço.
-Bem... o de sempre, uma exposição de novos chapéis-dizia Roen dobrando o jornal enquanto levantava os olhos para o amigo- a venda de um novo livro pra poder ajudar a treinar, um mercador no porto chamando ajudantes, castelos caindo, NoWay pegou alguns, Faith outros, Mestres do Dragão do Caos conseguiu um... e como foi la, temos que fazer o que?
-Ir para Geffen, e ficar de olho em dois suspeitos cultistas de uma seita maligna...
-Só isso, pensei que foce algo mais importante...
-Parece que essa seita tem algo a ver com o ataque a Izlude.
Levantando uma sobrancelha Roen, se levantou, dobrou o jornal e guardou em sua mochila falando:
-Legal, Então oque estamos esperando?

Os dois se dirigiram para a Kafra que se encontrava um pouco ao sul da igreja que os transportou para Geffen:
-Oque fazemos agora? - perguntou Roen.
-Bem, vamos ficar na hospedaria até a hora do encontro, temos que estar descansados, meia-noite temos que estar na ponte norte de Geffen - respondeu o noviço.
-Hmm...Tudo bem...-disse Roen sem muito animo.

Os dois descansaram o dia inteiro, quando a noite caiu,logo seguiram para a parte norte de Geffen e se esconderam ali perto.A noite estava fria, e silenciosa,não se ouvia nada a não ser o barulhos dos monstros que residiam naquele local, caia um fraco sereno, e uma forte neblina começava a subir, Roen então cochichou para Master enquanto segurava o cabo de sua espada:
-Tem certeza que eles vem agora?
-Claro, foi o que disse o informante... -respondeu o noviço com a voz baixa- esconda-se olha la um deles vindo.

De Geffen saiu uma figura encapuzada, em sua mão esquerda trazia um pequeno cetro de madeira com uma enorme pedra vermelha cravejada na ponta, e outras menores de cor verde espalhadas pelo bastão.Olhava para todos os lados a fim de ver se alguem o observava, os dois amigos se abaixaram para que não focem vistos, a figura ficou parada por um tempo, não demorou muito e um mercenário que trazia em seus braços um saco do tamanho de uma pessoa surgiu da neblina.Os dois ficaram conversando durante um tempo, mas a voz de ambos era baixa de mais e eles conversavam em um dialeto que Roen e Master não entendiam.

Então o mercenário tirou o saco dos ombros e o abriu, de dentro do saco saiu uma garota que tinha cabelos castanhos e estava desacordada.Com um sorriso nos lábios o homem encapuzado tocou o rosto da menina afastando seus cabelos e segurando ela pelo o queixo, para que pudesse ver melhor sua face.Logo apos a colocou novamente dentro do saco.
O mercenário então entregou o saco para a figura, que fez um movimento com a cabeça,então sumiu deixando apenas a figura que seguia para Geffen.Roen e Master se levantaram rapidamente indo em direção a figura a fim de descobrir seu esconderijo, mas de repente sentiram um frio que lhes subiu pela espinha, Master então sussurrou:

-Revelação!! - E uma esfera de luz começou a rodea-lo e acertou o mercenário que a um tempo atrás conversava com a figura.
-Heh,"ÇaGaiZ", mas isso não ajudara vocês a se safarem!!-Disse o Mercenário lambendo um de seus Katares.
-Isso que veremos seu verme !!- provocou Roen sacando sua espada trovejante, correndo para cima do mercenário,o espadachim atacou com uma estocada e gritou - GOLPE FULMINANTE!!- Sem muitos problemas o mercenário se esquivou do golpe e revidou com ataque no peito, mas o noviço conseguiu aumentar a agilidade de Roen a tempo para que ele pude-se se esquivar.Com um movimento rápido o mercenário arremessou uma adaga em Master que caiu fraco.
-Veneno!!Cuidado Roen!! - disse o garoto se levantando com dificuldade.
-Pode deixar!!Impacto...Explosivo!! - Bradou Roen, com a espada em chamas avançou para cima do assassino que se esquivou do golpe,com um sorriso o espadachim bateu com a espada no chão espalhando fogo e acertando o mercenário.
-Oh!! Nada mal!! Mas não tão bom como isso!! Laminas Destruidoras!!- Os Katares do mercenário então ficaram azuis, e com uma incrível velocidade acertou Roen várias vezes, que foi arremessado na parede com força e caindo desacordado.
-Roen!!-Gritou o noviço-Cu...- O noviço não teve tempo para usar sua cura em seu amigo, pois o mercenário já estava do seu lado e novamente sussurrou-Laminas Destruidoras!!-com uma nova leva de ataques o noviço caiu ao chão sem forças.
Esboçando um sorriso nos lábios o mercenário disse: Parece que temos duas novas oferendas. E carregando os dois, ele os levou para dentro da cidade.

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Capitulo Final

Mensagem  Roen em Sab Dez 28, 2013 4:57 pm

Capitulo Final - Mestre
"Não são nossos talentos que mostam aquilo que realmente somos, mas sim nossas escolhas"

Alvo Dumbledore

Musica do Capitulo - Before The Mornig Sun - Korpiklaani
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

O Mercenário carregou os dois pelas ruas de Geffen, a noites estava fria,e silenciosa os mercadores já haviam fechado suas lojas e não tinha ninguém nas ruas.As passadas rápidas do mercenário não faziam barulho. Quando chegou em um beco, ficou tateando o chão até que achou a alça de uma alçapão. Carregando os dois garotos, desceu as escadas,o local cheirava a podridão, gritos podiam ser ouvidos, e nas paredes haviam vários desenhos de sinais cabalísticos que eram usados em rituais. Levou os garotos para um quarto, onde retirou seus equipamentos e os guardou no mesmo. Logo após arrastou os dois pelos os corredores tortuosos do local até chegarem em um comodo onde jogou os dois.Fechou a porta e quando a trancou a fechadura fez um enorme barulho. O noviço então que parecia estar desacordado abriu seus olhos e foi até o seu amigo e disse:
-Roen, pronto, pode se levantar!
-Wow, Que idéia foi essa sua!!!-disse o espadachim se levantando em um salto.
-Era a única maneira que tínhamos para descobrir o esconderijo dos cultistas.Curar!!-Disse o noviço enquanto curava os seus ferimentos e de seu amigo que foram causados no combate, contra o mercenário.
-Hmm...Se deixar ser derrotado não faz bem o meu estilo...-disse Roen com as mãos na cabeça.
-Isso não vem ao caso, agora temos que arranjar um jeito de sair desse local. Parece que o Teleporte não funciona aqui.-o noviço falava isso enquanto olhava para todos os cantos do calabouço.
-Bem, eu tenho uma idéia.-estalando os dedos o garoto disse-Vamos arrombar essa porta.
-Hmm...Não temos outra alternativa...mas isso é mogno acho meio difícil de você fazer isso...
-"Da buff ai então tiou!!1!"-falou o espadachim rindo.
-Benção!!Aumentar Agilidade!!Agora quero ver como você vai fazer isso...
O espadachim então tomou uma distancia e ficou colado na parede na direção oposta a da porta.Respirou fundo, e correu projetando o ombro para frente, quando estava chegando na porta falou-Golpe Fulminante!!- e bateu forte fazendo a porta tremer.
-Aiaiaiaiaiaiai!!!-gemia Roen passando a mão no ombro.
-Hahahaha, eu disse, que não ia funcionar, não disse?
-Agora vai!!Vou tentar mais uma vez.
-Vai la então.
O garoto se preparou novamente da mesma forma.Respirou fundo novamente, e correu mais uma vez projetando o ombro para frente mais uma vez, e quando estava chegando na porta gritou-Golpe Fulminante!!- diferente da ultima vez, alguem abria a porta falando:
-Que barulho é e...- o guarda que abria a porta não chegou a terminar sua frase quando Roen o acertou com o golpe ele caiu no chão desacordado.
-Não disse que ia dar certo? - Falou o espadachim rindo.
-Isso fazia parte do plano?-disse o noviço enquanto saia do calabouço olhando para guarda.
-É um bónus, por assim dizer.-dizia o garoto enquanto jogava o corpo do guarda dentro da prisão.
-Bem, de qualquer forma não temos tempo a perder, vamos procurar nossos equipamentos e salvar a garota e da o fora daqui.-falou o noviço enquanto olhava para os lados do corredor.
Correndo pelos corredores os dois procuravam a sala onde o mercenário havia guardado suas armas tomando cuidado para evitar a atenção dos guardas, o local era confuso mas não parecia ser muito grande muitas vezes acabavam voltando para uma mesma sala dando várias voltas.Depois de muitas voltas chegaram ao quarto onde encontravam suas armas. Dentro desse quarto havia uma enorme tapeçaria na parede onde mostrava Thanatos lutando contra Morroc, mas diferente dos quadros onde mostrava o guerreiro arcano vitorioso sobre o demônio nessa mostrava o demônio arrancando a cabeça do mesmo enquanto seu corpo era devorado por demônios menores, Roen sentia um certo incomodo com aquilo,chegou a sentir ódio e sem exitar invocou seu impacto explosivo e queimou a tapeçaria.
-Ta doido cara!!-Gritou o noviço.-assim você vai chamar a atenção dos guardas
Voltando a si, Roen olhou para o noviço e disse:
-Desculpe, não sei oque deu em mim...
-Agora não tem importância, vamos!!
Não demorou muito para que guardas chegassem naquela sala mas quando chegaram os dois já estavam longe, corriam sem parar, dessa vez inconscientemente corriam por uma caminho que não haviam visto antes, passaram por um corredor onde os símbolos nas paredes eram completamente diferentes dos anterior.Não demorou muito chegaram em uma porta no fim deste mesmo corredor. Quando entraram se depararam com uma enorme sala onde havia uma grande escultura de Morroc, no frente dessa escultura havia um pedestal de pedra manchado de sangue, várias tapeçarias iguais a que Roen queimara eram estendidas pelo local,a respiração era difícil devido ao cheiro daquele local que era horrível, uma mistura de sangue e de podridão.Ouviram então um bater de palmas.Quando se viraram viram que era o mercenário e a mesma figura encapuzada de antes que trazia amarrada e amordaçada a garota que estava chorando.
-Parabéns!! Estão de parabéns mesmo!! - dizia o mercenário. - Conseguiram fugir da prisão e ainda arrumaram uma confusão aqui e estão vivos até agora, mas isso não importa porque vocês vão se tornar sacrifícios para o meu senhor.
-Isso que você pensa seu lixo imundo-proferiu Roen enquanto apontava a espada na direção do mercenário-não vai ser fácil como da ultima vez.
-Benção!!Aumentar Agilidade!!Revelação-falava Master enquanto jogava suas bençãos sobre seu amigo e sobre si próprio-Dessa vez é com tudo Roen!
O mercenário avançou para cima do noviço mas Roen foi mais rápido e entrou na frente bloqueando o ataque com seu escudo, e revidando com um golpe fulminante que acertou o mercenário que recuou dois passos para traz. Roen então avançou desferindo vários ataques de espada que eram evitados pelo o mercenário.Master então começou a conjurar várias luzes divinas em cima do mercenário. O espadachim então mas uma vez invocou seu golpe fulminante em cima do mercenário que dessa vez ficou atordoado recebendo vários ataques do espadachim.O mercenário com um rápido movimento recuou e jogou veneno em cima de seus katares. Roen continuava avançando em cima do mercenário,vários ataques do espadachim e do mercenário eram trocados.
-Diminuir Agilidade!! - bradou o noviço.O mercenário então começou a sentir seu corpo mais pesado.
-"Takeupa" - disse o mercenário.
-Agora é seu fim-gritou Roen-GOLPE FULMINANTE!!-O golpe do espadachim fez com que o mercenário cai-se fraco sangrando.O garoto então apontou a espada para o oponente e disse- O que farão agora?
-Mestre...-gemeu o mercenário
A figura então que permanecia parada segurando a garota sacou uma adaga e cortou o pescoço da mesma, os dois garotos olharam para cena e ficaram horrorizados.O homem então começou a proferir palavras em uma língua desconhecida, o sangue da garota começou a ficar claro, e do sangue espalhado no chão começou a se erguer um espadachim de cabelos loiros e olhos vermelhos, ele tinha uma expressão insana, em seu semblante permanecia um sorriso frio constante e seus olhos eram vagos e sem vida.
-Mate-os Doppelganger!!-disse a figura, sua voz era grossa e firme.-Venha meu lacaio,temos muito o que fazer.
O mercenário então sumiu deixando apenas uma névoa roxa no local onde estava, ouviram então o barulho fechadura sendo trancada. Roen então pegou um frasco com um liquido verde que trazia em sua cintura e bebeu um gole, sentiu seus coração batendo mais rápido e a adrenalina fluir pelo o seu corpo.
-Cuidado...ele é muito pior que qualquer coisa que já enfrentamos...-disse Master.
-"To ligado", não tem como você fazer aquele negocio que você fez com os Kalitsburgs não? - falou o garoto enquanto em posição de combate.
-Os poderes dele superam ao de um monstro comum, ele é um MVP.
O monstro então avançou, sua velocidade era incrível, Roen e ele trocavam golpes, o garoto estava na defensiva e acabou recuando poucos de seus golpes acertavam o monstro,que com movimento rápido acertou o espadachim com um movimento espiral da sua espada, Roen foi jogado com força para traz na parede, Roen tentava se erguer se apoiando em sua espada, enquanto o monstro chegava cada vez mais perto.Master então arremessou uma luz divina no Doppelganger, que virou para o noviço. Sem muito esforço o monstro não demorou muito tempo para vencer o noviço.Ambos amigos estavam caídos, não podiam fazer muito mais.Roen puxou uma garrafa com liquido amarelo tomou um gole, e se levantou. Correu para cima do monstro que sem muito esforço bloqueou seu ataque e revidou com outro ataque que o jogou para cima de seu amigo. Estava tudo acabado, o monstro avançava para cima dos dois.O sorriso dele era algo aterrador, com sua espada suja de sangue ele se preparou para o ataque, os dois garotos fecharam seus olhos quando o monstro avançou, aquele era o fim.
-Punho Supremo de Asura!!- Um enorme estrondo foi ouvido, e uma nuvem vermelha se formou no ar onde podiam ser lidas as letras "MVP".-Curar!!Curar!!Vocês estão bem?
Os dois garotos abriram seus olhos, não podiam acreditar no que viam, na frente deles permanecia de pé uma mulher com longos cabelos loiros presos em duas transas seus olhos eram de um profundo azul, suas roupas eram brancas mas diferentes da roupa de um monge comum haviam detalhes em vermelho que demonstravam que aquela era uma mestra, uma guerreira transcendental.
-O-obrigado...-disse Master.
-Q-quem...é você? - perguntou Roen.
-Eu sou Usagui. Fui indicada para cuidar de vocês dois nessa missão caso algo desse errado.
Com dificuldade os dois se levantaram, mesmo sendo curados era difícil se mover os golpes que haviam recebido haviam sido fortes demais.
-C-como assim?- perguntou Master
-Bem, vocês são iniciantes não iam mandar vocês dois para uma missão desse porte... então me mandaram tomar conta de vocês...parece que vocês dois ainda não tem capacidade de se virarem sozinhos.
-Hey pera ai...você acha que só porque salvou a gente acha que pode falar assim com a gente.-falou o espadachim
-Roen...shit!!-sussurrou Master
-Abaixa sua bola que você não ta com moral não, gritar comigo não vai mudar essa realidade.Só tem uma forma de vocês dois continuarem vivos e de vencerem os desafios de agora em diante.
-Aé e como que é? - retrucou Roen
-Eu vou ter que treinar vocês dois-disse a mestra tranqüilamente.
-Aé!? E como você espera que a gente vai querer ter você como mestra?- continuou Roen
Com um sorriso no rosto ela chegou perto dos dois, e disse:
-Vai me dizer que você nunca quis saber o quão poderoso pode ser?Alias aqueles cultistas ainda estão por ai... vai dizer que você não ta com vontade de pegar eles?E você não quer poder dominar novas técnicas...mesmo que você já tenha usado ela e não sabe como fez isso?
Roen então ficou atônito como ela sábia disso? Mas ela tinha razão a única maneira de conseguirem continuar atras daqueles que faziam parte dessa seita, seria ficando mais forte.
-Então eu aceito.-disse Roen-e você Master?
-Eu também!!-disse o noviço que até então não havia participado da conversa.
-Então ta resolvido, vamos para minha casa em Amatsu amanhã mesmo.


Fim do Volume 1
Musica do Volume:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Espero que tenham gostado =]

Roen
O.V
O.V

Mensagens : 33
Data de inscrição : 11/05/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

[FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis Empty Re: [FanFic]Cronicas de um Guerreiro Vol.1 - Genesis

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum