Ragnarok The Animation 2 - Divulgação

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 25

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:24 pm

Prologo - Yurie esta sentindo dores estranhas nas costas. Parece que a Cruz esta doendo novamente! Katsuo diz a ela que sempre soube de tudo entre ela e Hayato.

Capitulo 25

- O que... O que você quer dizer com isso, Katsuo? – perguntou Yurie.
- Sempre que você olhava para ele ficava vermelha. Hayato sempre inventava uma desculpa para ficar sozinho com você, como quando ele foi te levar e te ajudar no teste de Arqueira. Ele sempre estava te protegendo. Sempre. E você sempre o ajudando.
- Mas isso não quer dizer nada. – respondeu Yurie, se levantando e dando de costas para Katsuo. – A partir de agora eu odeio ele. Com todas as minhas forças. Meu coração é do Yasuji, e de ninguém mais. – a garota anda em direção a porta do bar, enquanto seus longos e vermelhos cabelos balançavam. Quando faltava um passo para sair do bar, um caçador para bem na frente de Yurie.
- E ai gracinha? Ta a fim de bater um papo?
- Senhor, por favor, me de licença. – pediu Yurie.
- Nossa! Esta bravinha?
- Ei cara, a deixe em paz! – fala Katsuo, se levantando.
- Deixa isso comigo, Katsuo. – falou Yurie. – Acabo fácil com esse imbecil.
- Ah, gracinha! Que pena que eu não bato em mulheres! – respondeu o caçador, zombando-a. Yurie apenas sorri de leve:
- Jura? E eu não bato em gays, mas para você eu abro uma exceção! – Yurie pega seu chicote, e em um movimento rápido, o enrola no pescoço do caçador.
- Mas o que esta havendo aqui? – fala Lorelly, trazendo um copo de água. Katsuo não responde, e apenas aponta para Yurie enforcando o caçador. O Caçador ficava vermelho, enquanto tentava se libertar.
- Essa é mesmo a Yurie? O.O” – perguntou Lorelly.
- E você pergunta isso pra mim? O.O – responde Katsuo. – Bem Yurie. Acho que já esta bom, não acha? ^^” Já mostrou para todos do que é capaz.
-Tem razão. -Yurie puxa o chicote para trás, fazendo-o desenrolar do pescoço do caçador. - Agora, saia da minha frente. – repetiu Yurie.
O caçador, que estava com a respiração ofegante, não pensou duas vezes e foi engatinhando para o lado.
- Muito obrigada. – respondeu Yurie, saindo do bar, enquanto todos olhavam para ela, espantados. Como Yurie conseguira se tornar tão forte? Depois de sair do bar, Yurie começa a sentir umas dores estranhas nas costas:
- “ Droga... Essa cruz esta doendo novamente...” – pensa Yurie. – “Sempre que eu estou prestes a matar alguém ela dói.”


Enquanto isso, em Glast Heim...

Loki e Dama da Noite estavam vendo em uma bola de cristal a dor que Yurie estava sentindo.
- Essa cruz... O que planeja com ela, Loki? – pergunta Dama da Noite. Loki apenas sorri:
- O obvio, minha cara.
- E o Hayato? Já sabe sobre a cruz? – pergunta Dama da Noite.
- Não. E nem pretendo contar. Somente nós sabemos disso.
Nisso, uma Carruagem Preta invade o aposento no som dos relinchares de Pesadelos Sombrios.
- Ah! O meu pupilo chegou! – fala Loki, com um sorriso, enquanto Hayato desce da Carruagem arrastando o corpo de Yasuji.
- Teremos sangue novo hoje, Hayato? – pergunta Dama da Noite, fitando o corpo de Yasuji.
- Nem pense nisso, sua vampira – fala Hayato, fitando-a com seus olhos azuis.
- Moleque metido a besta... – fala Dama da Noite, se revoltando.
- Parem de brigar vocês dois. – fala Loki. Os dois se silenciam. Depois de dois segundos, Hayato atravessa a sala, ainda arrastando o corpo.

- Anh? Onde eu estou? – fala Yasuji, abrindo os olhos levemente. – VOCE? – grita o arruaceiro, surpreso. Hayato estava polindo uma Katar.
- Ola Yasuji. Vou ser bem direto: vou matá-lo.
- Mas... O QUE? – pergunta Yasuji.
- É... Isso mesmo que você ouviu. Agora se levante e vamos lutar. - fala Hayato. Yasuji se levanta:
- Tudo bem então. Vamos ver do que é capaz – diz Yasuji, tirando uma adaga.
- Você não reconhece nem metade do meu poder. Estou prestes a me tornar algo que esta além da sua mente inferior.
- Se tornar algo? – pergunta Yasuji, em posição de ataque.

Enquanto isso, em Payon...

- “A dor já esta passando, mas mesmo assim acho melhor procurar o Yasuji. Eu só...” – Yurie desmaia, interrompendo seus pensamentos.
- Ó! Pobre garotinha! – fala uma Kafra ruiva, se aproximando. – Vou chamar um guarda para levá-la para a pensão.


- Yurie! Yurie! Onde você esta? – grita Katsuo.
- YURIIIIEEE!! – grita Lorelly.
Os dois estavam andando por Payon procurando a garota. Logo eles avistam Yurie no colo de um Guarda, que esta falando com uma Kafra Ruiva:
- Sim! Eu vi com os meus próprios olhos! – fala a Kafra – Uma carruagem Negra sendo guiada por dois pesadelos sombrios!
- Você só pode estar brincando... – responde o Guarda, revirando os olhos. – Pesadelos Sombrios são monstros muito traiçoeiros. Não obedeceriam a um mero humano.
- Mas eu vi! – retrucou a Kafra. – E o homem que entrou na carruagem estava levando um corpo com ele... Parecia estar morto... Acho que era de um Arruaceiro!
- Um arruaceiro? – perguntou o guarda. Ao ouvir a palavra arruaceiro, Katsuo e Lorelly se entreolharam.
- Senhorita... – fala Katsuo para a Kafra.
- Sim? O que deseja?
- Para onde foi a Carruagem?
- Não tenho certeza... – responde a Kafra. – Acho que para Glast Heim.
-“ Hayato...” – pensa Katsuo

“Dois aprendizes estavam sentados comendo maças, no campo de aprendizes:
- Nossa! Como você conseguiu nocautear aquele cara? – pergunta o Aprendiz de cabelos azuis, mordendo uma maça.
- Ora, bem simples. É só você bater na nuca dele, que ai ele fica inconsciente. – responde o de cabelos brancos. Nisso, Katsuo golpeia fortemente a nuca de Hayato:
- AI! Qual o seu problema? – pergunta Hayato.
- Você não desmaiou por quê? ó.ò
- Você queria que eu desmaiasse? ¬¬
- Anh... Queria. ^^”
- Se você não fosse meu amigo eu iria te matar. – fala Hayato.
- A é? Duvido! =P – fala Katsuo, mostrando a língua. Nisso, Katsuo levanta e começa a correr – Vem me matar! =P
- Ora seu... – Hayato levanta e corre atrás de Katsuo. Hayato vai se aproximando cada vez mais:
- Eu vou te pegar! >=D
- Droga... O.O Você é rápido! – fala Katsuo, ainda correndo. Quando já estava bem próximo de Katsuo, Hayato deu um pulo e o agarrou pelas costas, fazendo ambos caírem e baterem em uma macieira. Algumas maças caíram na cabeça dos dois.
- Ei seu bobo! – fala Katsuo – Promete para mim que não vai mais correr atrás de mim que nem um louco! U.u”
- Ok – responde Hayato. – Mas só se você prometer que seremos amigos para sempre!
- Feito!”

- “Hayato... O que você esta fazendo” – pensa Katsuo.
- Katsuo... O que faremos? – fala Lorelly. Katsuo nunca havia visto a Arruaceira tão preocupada.
- Não é obvio? – Katsuo se vira para Yurie e para o guarda. – Leve-a para a Pensão. Aqui esta o dinheiro. – Katsuo arranca uma sacola transbordando de Zenys. – E agora... Vamos para Glast Heim!
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 26

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:26 pm

Prologo - Hayato e Yasuji travam uma luta mortal em Glast Heim. Yasuji conhece o verdadeiro poder de Hayato!

Capitulo 26

- Se tornar algo? – pergunta Yasuji, em posição de ataque. – Há! Não terá nem tempo de se tornar o que deseja, Hayato. SUA VIDA TERMINA AQUI!
Yasuji sai correndo em direção de Hayato, com sua Adaga na mão. Hayato apenas levanta uma das sobrancelhas:
- É só isso que sabe fazer? – Yasuji estava prestes a atacar Hayato, quando Hayato o revira um chute na barriga, fazendo Yasuji voar: - Que patético...
Yasuji quica no chão duas vezes, como uma bolinha de ping-pong. Ele tenta se levantar, mas não tinha forças.
- Vamos Yasuji! Assim não vai ter nem graça. – Hayato tira duas Katares gigantescas da capa, e vai se aproximando. Yasuji, com apenas um dos olhos abertos, observa Hayato chegando. Quando Hayato já estava bem próximo, Yasuji da uma rasteira bem rápida nele.
- Mas, o que? – Se pergunta Hayato. Hayato da um longo salto, desviando da rasteira. Da um mortal no ar e para delicadamente no chão, a uns 15 metros de distancia de Yasuji. O arruaceiro vai se levantando:
- Então Hayato... Como vai a vida?
- Melhor impossível. - responde Hayato.
- Ah... Aposto que a minha esta melhor que a sua... – fala Yasuji, com um sorrisinho provocador.
- O que quer dizer? – pergunta Hayato. Ele não sabia aonde o arruaceiro queria chegar.
- Eu quero dizer... Que minha vida esta incrível. Sou um dos caras mais ricos de toda Rune-Midgar, e um dos mais cobiçados...
- Que bom para você. – fala Hayato, levantando ambas as sobrancelhas. Grande porcaria o que Yasuji era.
- E, de quebra, ainda tenho a garota mais linda de Rune-Midgar.
Hayato arregala os olhos: Yasuji queria chegar a Yurie. Hayato aperta os punhos.
- Ela esta tão linda, Hayato... Aquele rosto, aquele cheiro, aquele corpo, aquela boca...
Hayato apenas escutava, em silencio. Os cabelos brancos tampavam seus olhos azuis.
- REMOVER ARMA!
- Anh? – pergunta Hayato. Quando se da conta, já estava sem ambas as katares.
- E ela é só minha, Hayato. E de mais ninguém. Posso brincar com ela até me cansar... He he, se você me entende...
- Não... A trate... Como um... OBJETO! – Hayato levanta a cabeça: seus olhos estavam totalmente negros. Uma áurea negra aparece sobre seus pés.
- O que esta acontecendo? – pergunta Yasuji, caindo no chão. O arruaceiro olhava Hayato, pasmo e sem ação. Os cabelos da Hayato se levantavam com a força da áurea. Hayato começa a mexer as mãos, como se estivesse puxando algo do chão. Nisso, duas Katares negras, envolvidas por eletricidade saem do chão e vão parar bem na mão de Hayato.

Enquanto isso, na entrada de Glast Heim...

- Então, aqui é Glast Heim? – pergunta Lorelly.
- Sim... – fala Katsuo. O ferreiro não gostava nada de estar lá. Queria sair o mais rápido possível. A cidade cheirava a morte.
- O que foi Katsuo? Você esta bem? – pergunta Lorelly, pondo a mão no ombro do ferreiro.
- Nessa cidade, é onde o meu tio Keough morreu. E o pai do Hayato também, o Iruga. E foi aqui que minha mãe e meu pai venceram o Senhor das Trevas.
Lorelly se espanta:
- Seus pais são... A sacerdotisa Yuufa e o templário Roan?
Katsuo apenas confirma com a cabeça, e continua andando. De repente, os dois escutam passos:
- Lorelly, venha! – diz baixo, Katsuo, puxando a arruaceira para trás de um arbusto. Depois de uns 2 minutos, um grande Baphomet passa pelo arbusto, seguindo por outro, um pouco menor:
-Vamos meu filho, Loki esta nos chamando... – fala o primeiro, com aparência mais velha.
- Sim, pai.
Os dois continuam andando.
- Vamos segui-los! – fala Lorelly. Os dois começam a seguir os dois Baphomets, em uma distância segura. Os Baphomets sobem uma longa escadaria e abrem duas grandes portas velhas. Katsuo e Lorelly estavam esperando em baixo da escada. Depois que os Baphomets entrassem, eles o seguiriam.
- Vamos entrar! – fala Katsuo. Quando os dois já estavam subindo a escadaria, um alto homem sombrio montado em um cavalo negro para bem na frente da porta:
- Se quiserem entrar... – fala o homem – Teram que passar por mim, o cavaleiro do Abismo!

Enquanto isso, em Payon...

Yurie esta deitada em uma cama de casal. Ela abre os olhos levemente.
- Bom dia minha jovem! – fala uma velinha baixa e com um coque no topo da cabeça:
- Aqui esta o seu café-da-manha.
Yurie fita a mulher: a garota já estivera lá a cinco anos atrás. Era a Pensão de Payon.
- Muito obrigada. – agradece Yurie. A mulher tira uma chave do bolso e entrega para Yurie, e sai do quarto. Yurie fita a chave: Quarto 4.
- Esse quarto...

“- HAYATO ME RESPONDA! VOCÊ TA AI NÉ? POR FAVOR, ABRE A PORTA! HAYATO! EU TIVE UM PESADELO... QUERO SABER SE VOCE ESTA BEM. ABRE!”

- era o do...

“O quarto estava arrumado, mas nenhum sinal de Hayato. A janela estava aberta, fazendo as cortinas transparentes balançarem com a ventania. Ela entra no banheiro, mas ele também não estava lá. Ela olha para o Criado-mudo: um pequeno bilhete. Yurie sai do banheiro correndo e corre em direção ao criado-mudo.”

- ... Hayato.

Yurie deixa a carta cair no chão...
-“Como... Como ele pode fazer isso?” – pensa Yurie – “ Depois de tudo...”

Yurie aperta fortemente a chave:
- “ Já sofri de mais por causa dele. Não sou mais aquela menina fraca. Estou disposta a mata-lo, se for preciso...”
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 27

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:28 pm

Prologo Hayato e Yasuji, dois antigos rivais travam uma luta mortal em Glast Heim. Agora, somente um sobreviverá.

Capitulo 27

- Um Cavaleiro do Abismo? – fala Katsuo, enquanto o temível monstro levantava uma lança. – Lorelly, tenho um plano.
- Pode fala – fiz a arruaceira, com a adaga na mão e olhos vidrados no monstro.
- Deixe-o comigo. Você vai atrás do Yasuji, e quem sabe, encontre o Hayato.
- Está maluco?! – fala Lorelly, virando a cara para Katsuo – Acha mesmo que da conta desse monstrengo sozinho?
- Não duvide do meu potencial, agora vai!
-Han, como quiser... Teimoso.
Lorelly pega a Adaga e ajoelha com um dos joelhos no chão. Com a ponta finíssima da Adaga, ela faz um X no chão, um pouco à frente de seus pés, com dois movimentos rápidos. Ela encosta a ponta do dedo indicador e sua comprida unha vermelha muito bem feita no centro exato do X.
- TUNEL DE FUGA!
Uma fumaça de poeira se levanta, enquanto um buraco de 1m² é aberto. A arruaceira pula no buraco, que é fechado logo após a entrada.
- Muito bem... – diz Katsuo.- Agora é só nos dois!

Enquanto isso, no Túnel Subterrâneo..

- Ai que legal... – fala Lorelly, correndo pelo túnel que acabara de fazer: ele era úmido e com pouco oxigênio, por isso ela devia ser rápida. Poderia morrer sufocada lá. – Meu cabelo vai ficar uma merda... Mais tudo bem. O Katsuo vai me pagar a Escova depois...
Depois de dizer aquilo, Lorelly ficou com um pouco de remorso: Naquele momento Katsuo podia estar morrendo e ela só estava preocupada com o cabelo dela...

“Lagrimas corriam pelo rosto da gatuna, que, acaba escorregando na água do navio e cair no chão. Ela olha para a própria roupa: Estava suja de lama. Então, Shizue estava certa... Ela não passava de um monte de lixo fedorento!
-Ei Lorelly... – Lorelly olha para trás e vê Katsuo estendendo a mão para ela. – Venha... Segure.
-Por... Por que esta fazendo isso? –pergunta Lorelly, ainda no chão, enxugando uma lagrima.
- Porque, apesar de tudo, e de eu te conhecer bem pouco, eu te considero uma amiga. Talvez não a mais fiel, ou a mais prestativa, mas uma amiga.
-Obrigada Katsuo-kun... Muito obrigada.”

- “Katsuo...” – Lorelly da um sorrisinho e continua correndo.

Enquanto isso, em um grande salão escuro de Glast Heim...

- O que foi, Yasuji? Esta com medo? – fala Hayato. Ele da um sorriso: Era pontiagudo e medonho. Yasuji estava com os olhos arregalados e com a boca aberta.
- O que você se tornou, Hayato? – fala Yasuji. – Há Há Há! Acha que estou com medo de você? – Yasuji vai se levantando – Para mim você não passa do que você sempre foi, dês do começo: uma farsa. Uma grande farsa!
Hayato pega Yasuji pela garganta e o levanta no ar, sufocando-o. Quando Hayato já estava levantando a Katar, ele sente um pequeno terremoto.
- O que... É isso?
Uma onda de poeira se levanta, e Lorelly sai do buraco, meio empoeirada.
- Ui! Que viagem! – fala a garota, retirando a poeira do ombro esquerdo com a mão direita. - MAS O QUE TA HAVENDO AQUI? – diz Lorelly, ao ver Yasuji sendo levantando por Hayato. Ela olha para Hayato: o garoto que ela conhecia havia se tornado outra coisa...
- Hayato... O que...
- Vai embora. – fala Hayato. – Você esta atrasando os meus planos.
Hayato volta a levantar a Katar:
- Vai me matar, Hayato? – diz Yasuji, tentando se libertar das mãos de Hayato. – Papai Iruga e Mamãe Judia vão ficar orgulhosos de você... Hu Hu Hu
Hayato aperta a Katar Negra e, com toda a força, atravessa o corpo de Yasuji.
- HAYATO! PARAAA! – grita Lorelly. Ela corre para impedir, só que Hayato da um forte pisão no chão, fazendo uma descarga de ar a empurrar para longe.
- A Yurie... Também... Vai ficar.... Orgulhosa. – fala Yasuji, enquanto seu sangue pinga no chão. Ao ouvir Yasuji falando de Yurie, Hayato empurra mais a Katar negra no em seu corpo. Yasuji já não estava mais suportando.
- Cale a boca, seu verme... – fala Hayato. – Você nunca mais verá a Yurie.
Yasuji da um sorrisinho:
- Não importa. Já provei para todos a farsa que você é.
Ao falar isso, Yasuji fecha os olhos para nunca mais abri-los.
- Você... Você... MATOU O YASUJI, HAYATO! – fala Lorelly
Hayato se vira para a Arruaceira sentada no chão. Ele pega as Katares e anda em direção a ela. Ele levanta uma delas bem alto, em sinal de ataque. Lorelly vai se levantar, mas não conseguia. A descarga de ar que ela havia recebido devia ter a feito fraturar alguma coisa.
- MORRA! – Hayato começa a descer a Katar em alta velocidade em direção a Arruaceira.- Mas... O que?
Ele estava paralisado. Ele olha para a mão na qual ele segura a Katar que iria atacar a Lorelly. O pulso dele esta envolto por uma forte corrente de ferro. Ele olha para trás: Lá estava ela. A pequena garotinha que brincava de boneca havia se tornado uma bela e formosa moça, exatamente como Yasuji havia dito. Mas havia outra coisa diferente nela: Seus belos olhos não estavam mais doces e amorosos. Não, não mesmo. Os olhos dela estavam com raiva. Buscavam sangue. Era o puro ódio explícito nos olhos de uma forte mulher.
- Fica longe da minha amiga. – fala Yurie, puxando a corrente. – Se machuca-la, vou te matar.
Yurie olha para o chão: lá estava o corpo de Yasuji. Ela olha para o corpo, e sente uma tremenda tristeza. Mas ela não chorou, e nem sentiu vontade. O ódio era tanto que anulava a tristeza. Ela já estava grande de mais para chorar. Aquela fase em sua vida já havia passado, há muito, muito tempo.
-Yurie! – a porta abre em um estrondo, e Katsuo, todo ensangüentado entre pela porta.
- Deixe-o comigo.
- Mas Katsuo! – diz Lorelly. – Olhe o seu estado, você esta todo... Ensangüentado!
- Ela tem razão, Katsuo. – diz Yurie, olhando para Hayato – Vou acabar com isso agora.
- Não – fala Katsuo. – Eu quero lutar com ele.
- Por que quer tanto lutar comigo, Katsuo? Tem pressa em morrer?
- Vou lutar com você para salvar meu amigo.
- HÁ Há Há! EU sou o seu amigo.
- Não. Meu amigo é o Hayato. E você, não é o Hayato.
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 28

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:30 pm

Prologo - A luta mortal entre Hayato e Katsuo finalmente começa!

Capitulo 28

- HAM! – Yuufa acorda com um impulso, que a faz sentar na cama com a respiração ofegante e suando frio.
- Ai... Yuufa o que foi em? – pergunta Roan, com os olhos meio abertos.
- Eu... Tive um pesadelo – diz a bela sacerdotisa.
- Pesadelo? – pergunta o templário. – Pesadelo com o que, Yuufa?
- Com... O Keough niisan e o Iruga niisan. Eles estavam lutando até a morte...
- Yuufa... Já faz quinze anos que isso aconteceu.
- Eu sei, mas... Eu sonhei com as crianças também.
Yuufa é interrompida por batidas frenéticas na porta da casa.
- Ai, o que será agora? – pergunta Roan, se levantando da cama e indo em direção a porta, ainda sonolento.
- SENHOR ROAN! SENHOR ROAN! – diz Rin, o ex-arqueiro loiro que se tornou um belo bardo.
- O que foi Rin? – pergunta Roan, abrindo a porta da casa. Rin nem precisava responder: uma imensa nuvem negra vinha de Glast Heim a caminho de Geffen.
- Mas... O que é isso?
- ROAN! ROAN! – Yuufa desce correndo com sua camisola rosa claro – Onde estão as crianças?
- Yuufa eles não são mais crianças...
- Mas onde elas estão Roan?
- Eu não sei Yuufa! Me lembro de Katsuo dizer que eles estavam indo para Payon...
Yuufa sai da casa ainda de camisola, e vai até uma Kafra:
- Por favor, a senhorita pode me ajudar?
- Sim, o que deseja? – fala a Kafra.
- Gostaria que rastreasse os meus filhos.
- Seus filhos? – fala a Kafra.
- Sim, meus filhos. Eles são: o Ferreiro Katsuo e a Odalisca Yurie.
A Kafra tira um grande falcão branco e o lança no ar:
- Ele vai achar seus filhos e vai voltar daqui aproximadamente 20 minutos.
A Kafra olha para Yuufa e seus trajes nada apropriados para sair de casa: a camisola de seda era meio transparente, e alguns espertinhos estavam olhando para Yuufa com caras pervertidas. (/e2). Mas Yuufa nem reparava neles. Ela estava era preocupada com seus filhos.
- Anh Senhora... Eu indico que a senhora vá para casa e...
A Kafra é interrompida por Yuufa:
- ESCUTA AQUI! EU NÃO SAIO DAQUI ATÉ EU SABER ONDE ESTÃO OS MEUS FILHOS, CAPITOU?
Ao ouvir o ataque que sua mulher estava fazendo, Roan se aproxima delicadamente. Ele, ao contrario de Yuufa, reparara nos garotos que estavam olhando para ela. Ela da um olhar ameaçador que faz os espertinhos saírem correndo.
- O QUE È AQUILO? – grita a Kafra, olhando para trás. A nuvem se aproximava aos poucos da cidade. Os moradores já estavam ficando desesperados: eles se amontoavam em volta da pobre Kafra, estendendo seus Zenys e seus Vale-Teleportes:
-IZLUDE! QUERO IR PARA IZLUDE!
- NÃO, NÃO! PRIMEIRO EU! PRONTERA, PRONTERA!
-EI, SAI DA FRENTE! COMODO! PELO AMOR DE DEUS!
- Fiquem calmos! – fala a Kafra, tentando controlar a multidão – Um de cada vez, em uma fila única!
O belo falcão branco passa rasante por cima da multidão, parando no ombro da Kafra, com um pedaço de papel. A Kafra pega o papel e o lê:
- É uma mensagem da Kafra de Glast Heim. - Yuufa e Roan gelam. – Seus filhos estão lá!


Enquanto isso, em Glast Heim...

Yurie segurava seu chicote de ferro firmemente, enquanto Hayato e a Katsuo se fitavam.
O silencio do cômodo era sinistro. De repente uma gargalhada de Hayato quebra o clima:
- Você vai querer repetir tudo, Katsuo? Repetir a luta como a do Iruga e a do Keough? Há Há Há! Que patético...
Katsuo levanta uma de suas sobrancelhas:
- Você não me intimida, sabia?
- E quem falou que estou te intimidando?
Katsuo volta a fitar Hayato:
- Solte-o, Yurie. – diz Katsuo.
- Mas, Katsuo...!
- Eu falei para solta-lo!
Yurie puxa o chicote de volta. Hayato revira o pulso que estava preso para a circulação sangüínea voltar para sua mão. Ele puxa suas katares de volta para as mãos e corre em direção a Katsuo.
- MARTELO DE THOR! – usa o ferreiro. Um martelo gigantesco aparece e bate no chão com uma força incrível. O chão começa a rachar e abrir crateras gigantescas. Katsuo pensara que isso impediria a aproximação de Hayato, mas estava enganado. Conforme o chão ia se quebrando, Hayato desviava das imensas rachaduras e chegava cada vez mais perto do ferreiro. De repente Hayato da um salto, e fica praticamente sobre Katsuo.
- LAMINAS DESTRUIDORAS! – dez laminas altamente afiadas saem de suas katares e vão em direção ao ferreiro.
- IM PULSO DO CARRINHO! – Katsuo consegue desviar das laminas se jogando sobre o carrinho de mão que sai em alta velocidade. Uma das laminas passa de raspão pela sua bochecha, fazendo um leve corte. Hayato sorri:
- Já foi o suficiente. Sua vida acabou, Katsuo.
Yurie e Lorelly fitavam a luta mortal entre os dois ex-amigos.
- Você que PENSA! – grita Katsuo, tirando um machado e partindo para cima do ex-amigo. Hayato apenas fica parado com os braços cruzados, esperando ser atacado. Katsuo chegava perto, e Hayato nem se mexia. Faltava pouco agora. O ataque de Katsuo parecia ser mortal. Quando Katsuo levanta seu machado para atacar Hayato, ambos desaparecem.
- Mas o QUE? – pergunta Yurie. De repente ela se vê no meio de uma floresta densa e pouco iluminada. A floresta de Payon. Mas a cena que ela vê logo em seguida é ainda pior: Katsuo estava de quatro no chão, com dificuldade de respirar. Seu machado estava jogado em um canto, e seu carrinho tombado. Ele estava envenenado.
- KATSUO, NÃO! – grita Yurie. Lorelly a segura, enquanto a odalisca tenta freneticamente se libertar:
- ESSA LUTA É DELES, YURIE! NÃO INTERFIRA! – fala Lorelly. Hayato vai se aproximando de Katsuo. Hayato pega o ferreiro pelo pescoço, fazendo-o ficar pendurado:
- Sabe o que vai acontecer quando eu matar você, Katsuo? – pergunta Hayato, com um olhar sanguinário e um sorrisinho sarcástico no rosto. – Você será a minha milésima vitima. E sabe o que isso indica para um assassino?
Katsuo não responde.
- Indica poder SUPREMO! – Hayato levanta uma das Katares e perfura o coração de Katsuo, retirando-o para fora e jogando o resto do corpo sobre uma arvore. Por incrível que pareça, Katsuo ainda respirava. O ferreiro tinha poucos segundos de vida agora. Yurie cai no chão em estado de choque, com uma das mãos na boca e o olhos arregalados. Lorelly olha para a amiga e depois para Katsuo: estava na hora de agir!
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 29

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:31 pm

Prologo - Lorelly é a única que consegue salvar Katsuo naquele momento. Enquanto isso, Yurie aumenta o seu ódio por Hayato. E, junto com o ódio, outra coisa cresce também.

Capitulo 29

Hayato olha Katsuo dar seus últimos suspiros com um sorriso sarcástico. Yurie estava estática, com os olhos arregalados e a mão na boca. Lorelly era a única que conseguia pensar em alguma coisa. Ela corre em direção a Katsuo e ajoelha ao lado dele, enquanto revira os bolsos:
-“Vamos Lorelly, vamos! Onde você guardou?” – pensa a arruaceira, com euforia. Yurie olha para Hayato: como ele podia estar sorrindo? COMO? Afinal, quem era ele? Ou melhor, O QUE era ele?! A odalisca se levanta e corre em direção ao irmão, enquanto Lorelly tirava algo amarelo do bolso:
- Não vai adiantar, Lorelly... – fala Hayato – Ele vai morrer... Esta sem o coração...
Enquanto Hayato falava, Yurie se aproxima do irmão:
-Maninho..? MANINHO! – Os olhos de Yurie estavam banhados em lagrimas.
– Hayato... Por que você não poupou o Katsuo? POR QUE? VOCÊS ERAM AMIGOS! VOCÊ O DEIXOU NA MÃO! – grita Yurie, se jogando no corpo do irmão e chorando desesperadamente – Eu te odeio, Hayato... – falou Yurie, com a cabeça do irmão encostada em seu ombro – EU TE ODEIO! E pensar que eu te amava... Considerava-te um exemplo... VOCÊ NÃO É NADA, HAYATO! VOCÊ DEVERIA TER MORRIDO JUNTO COM O SEU PAI!!
Hayato fita Yurie por um momento, sem expressão facial alguma. Aquelas palavras, aquele jeito de falar... Aquela fúria. Já havia visto ela em algum lugar. Mas onde?

Enquanto isso, Lorelly pegava um fruto amarelado e colocava na boca de Katsuo: faltava pouco tempo agora. O ferreiro ficava cada vez mais branco: ele precisava de um coração para bombear o sangue pelo seu corpo. Lorelly levanta a cabeça do Ferreiro e faz o fruto descer pela sua garganta. Só tinha um meio de salvar Katsuo, e ela esperava que desse certo. Tinha que dar certo.

- “Isso não me é estranho...” – pensa Hayato, com o coração de Katsuo ainda pulsando em sua mão. Ele se olha no reflexo da Katar. Hayato se via 5 anos mais novo: um pequeno gatuno assustado, que tentava salvar seu melhor amigo da morte. Agora se lembrava... Tudo aquilo era praticamente igual ao seu pesadelo em Alberta. O pesadelo no qual ele não sabia como salvar seu amigo. - “ Ham... Esse Loki... Dês daquele tempo já me observava...”. Hayato olha novamente para o reflexo da Katar: o gatuno refletido olhava para Hayato assustado. Então, Hayato aperta o coração fortemente, fazendo-o explodir, e diz:
-Eu preciso... De mais... – ele olha para Yurie. Hayato da uma piscada e ele e Yurie são teleportados para Glast Heim novamente. A garota ainda estava ajoelhada no chão, e Hayato estava de pé, com os braços cruzados, olhando para ela. Nenhum dos dois ousava falar. Yurie fitava o chão e Hayato olhava diretamente para ela:
- Então... Você me odeia.
Yurie sobe o olhar. Ela o posiciona na direção do olhar de Hayato:
- Muito. Mais do que tudo.
- Sinceramente, eu não acho isso Yurie. – Hayato aparece atrás de Yurie, em uma fração se segundos – Acho que você ainda é loucamente apaixonada por mim. E que, nesse exato momento esta louca para me beijar, mesmo depois de tudo o que eu fiz... E de tudo o que eu ainda vou fazer.
- CALA ESSA SUA BOCA! – Yurie nem pensa em pegar o chicote: vira um soco em Hayato, que o para com uma das mãos. Yurie tenta com a outra mão, mas foi em vão: Hayato era rápido de mais, e parou o ataque da outra mão como da primeira.
- Você ainda é fraca.
- Se me acha tão fraca, tente me derrubar. CONCENTRAÇÃO! – diz Yurie.
- Como quiser... – Hayato abaixa em um movimento rápido e tenta dar uma rasteira em Yurie, que da um mortal sobre a cabeça de Hayato, que ainda segurava suas duas mãos, o obrigando a solta-las para não virar o braço. Yurie para atrás de Hayato.
- ESTILINGUE! – Yurie tenta dar uma chicotada por trás de Hayato. Hayato se vira e para o chicote com uma das mãos: só que se esqueceu da flecha.
- Te peguei – fala Yurie.
- Tem certeza? – Hayato pega a flecha com a outra mão, com a maior facilidade. – Minha vez. – Hayato corre em direção a Yurie, tentando ataca-la com movimentos rápidos das katares. Yurie ia desviando graciosamente de cada movimento, como se estivesse dançando.
- O que foi Hayato? – diz Yurie, dando uma piscadinha e um sorrisinho – Não consegue me alcançar, é? ;D
- Hayato... – diz uma voz vinda do fundo do salão. – Vai perder para ela?
- Eu falei, papai. Ele é inútil.
Um casal sai da escuridão: um alto e robusto homem, seguido por uma mulher de cabelos longos e negros. Yurie fita a mulher: ela a conhecia... Era a mulher do sonho. A mulher que levava Hayato embora e o matava depois. Dois tronos negros aparecem na lateral do salão. Ambos se sentam nos tronos para assistirem a luta.
- Então... – diz Dama da Noite – Você deu a habilidade Seqüestro para Hayato?
- Não é um simples “Seqüestro” minha cara... É bem mais elaborado do que isso: ele não precisa atacar a vitima para teleporta-la. Ele somente tem que desejar.
- Hmm... Entendi. E por que ele se teleportou para a Floresta de Payon?
- Para se livrar dos outros dois e ficar a sós com a Yurie. Assim, ele poderá realizar o que eu estava planejando já faz algum tempo.
- Planejando?
Yurie continuava fazendo aquela carinha para Hayato.
- Você não acertou nenhum ataque! Que fracote... – diz Yurie. – Se conforme Hayato: você não conseguia nem dar conta de mim como namorada, e ainda acha que vai conseguir me vencer?
Hayato começa a rir baixinho. Depois, sua risada foi aumentando de nível até se tornar uma gargalhada alta:
- HÁ HÁ HÁ! Então você acha que eu te amava? Quer dizer, você REALMENTE acreditava nisso? HÁ HÁ HÁ! Eu te usei como objeto de desejo aquele tempo todo, Yurie. Por que acha que fui embora? Porque eu não agüentava mais VOCE! HÁ HÁ HÁ! E sabe do que mais? Agora você não tem NADA! EU matei o Yasuji! EU matei o Katsuo! Agora você esta sozinha! E o pior de tudo é que ainda esta apaixonada por mim... HÁ HÁ HÁ! Se eu estivesse no seu lugar, eu preferiria a morte.
Yurie olhava para o chão, enquanto apertava os punhos. De repente, ela sorri de leve:
-Tem razão... Não me sobrou nada. Você matou as duas pessoas que me faziam seguir em frente. Davam-me apoio, e cuidavam de mim. E eu não fui forte o suficiente para protegê-las. Então é realmente isso que eu mereço: a morte. – Yurie abre os braços – Então vai, Hayato. Mate-me de uma vez. Duas pessoas morreram por minha causa, não poderei viver com isso para sempre.
Hayato apenas olhava para Yurie. Ele pega uma das katares.
- O que você esta esperando, Hayato? MATE-ME DE UMA VEZ! – diz Yurie, esperando o ataque de Hayato. – VAI LOGO, SEU FRACOTE! VOCÊ NÃO CONSEGUE ME MATAR? EU NÃO ERA SUA BONEQUINHA PARTICULAR? QUE FAZIA TUDO O QUE VOCE MANDAVA? EM?! AGORA VOCE ENJOOA DE MIM E NÃO TEM NEM CAPACIDADE DE ME MATAR?
- Cala a boca vai... – diz Hayato. Aquele falatório de Yurie já estava o irritando.
- VAI HAYATO! SEU FRACO! VIADO! VEM ME MATAR!
- Eu falei pra você...
-NÃO QUERO SABER O QUE VOCE FALOU PRA MIM! NÃO TE OBEDEÇO MAIS HAYATO!
- JÁ CHEGA! – grita Hayato. Ele corre em direção a Yurie – Vou acabar com isso de uma vez! – e enfia a katar nela. – “Mas o que... O QUE EU FIZ?” – Hayato olha para Yurie: ela estava sorrindo. Yurie encosta a cabeça no ombro de Hayato.

“TUM TUM... TUM TUM”

- “O que é isso?” – se pergunta Hayato – “Esse barulho... Vem de dentro de mim?”
-Hayato... Você tem razão. Apesar de tudo, eu ainda te amo.
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 30

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:34 pm

Prologo - O coração de Hayato volta a bater, enquanto o de Yurie
vai parando. Mesmo assim, a odalisca continua sorrindo.

Capitulo 30

“TUM TUM... TUM TUM”

- “Mas o que é esse barulho?” – perguntava-se Hayato, enquanto Yurie morria com a cabeça encostada em seu ombro. – “Vem de dentro de mim?”

“TUM TUM... TUM TUM”

- Eu não consegui te esquecer, Hayato... Eu tentei, mas não consegui. – prosseguia Yurie, com um leve sorriso no rosto enquanto uma fina gota de sangue escorre de sua boca.

“TUM TUM...TUM TUM ... TUM TUM”

Dessa vez um outro som se juntara com o que vinha de dentro de Hayato. O som não vinha dele, mas de outro lugar. Vinha de dentro de Yurie. O som que vinha de Yurie ficava cada vez mais fraco: o coração dela estava parando de bater, aos poucos... Fazia tanto tempo que Hayato não escutava o próprio coração bater, que havia esquecido de sua existência.

“TUM TUM...TUM TUM ... TUM TUM”

-Sempre quis estar assim com você... – falava Yurie, abraçada com Hayato. – Sempre quis, desde pequena...
Hayato não falava nada. Estava confuso.


“TUM TUM...TUM TUM ... TUM TUM”

- Parece que o coraçãozinho congelado do meu pupilo finalmente derreteu. – falou Loki, com um sorri maléfico no rosto.
- Eu falei que ele era um verme... – falou Dama da Noite, fitando com uma expressão seria o casalzinho se despedir. – Agora que o “amor” voltou para o coração de Hayato, o seu plano foi por água abaixo. Não poderá mais sacrifica-lo para soltar os MVPs e começar o seu reinado de caos.
Loki da uma risada cínica:
- E quem falou... Que eu queria matar o Hayato?
- Mas... O que? – diz Dama da Noite, olhando para Loki.


“TUM TUM...TUM TUM ... TUM TUM”
“TUM TUM...TUM TUM ... TUM TUM”
“TUM TUM...TUM... TUM ... TUM TUM”

- Me perdoa Hayato... Me perdoa por tudo... – diz Yurie, fichando os olhos.

“TUM TUM ...... TUM TUM”

Só o coração de Hayato batia agora. Ela estava morta...
- Mas... O que é que eu fiz? – fala Hayato. Ele deita o corpo de Yurie no chão e passa a mão de leve sobre seu rosto já esbranquiçado. Ele sentiu um aperto no coração e algo subindo por sua garganta. Queria de alguma forma soltar aquela dor aprisionada em seu corpo. Queria liberar toda a sua raiva, seu ódio, sua revolta. Queria chorar, mas não sabia como... Não lembrava como. Para Hayato, só existia um modo de liberar toda essa angustia: matando.
Hayato vira o rosto para Loki. Seus olhos estavam banhados em raiva e sua respiração ofegante.

- MENTIROSO! VOCÊ HAVIA JURADO! – grita Hayato, se levantando rapidamente.
Loki apenas levanta as sobrancelhas. – VOCÊ PROMETEU QUE NÃO ACONTECERIA NADA COM OS MEUS AMIGOS! PRINCIPALMENTE COM A YURIE!
- Não Hayato, eu não prometi isso... – fala Loki.
- CLARO QUE PROMETEU! – retruca Hayato.
Loki se levanta e se teleporta ao lado de Hayato. Ele coloca a mão sobre os cabelos brancos do jovem e diz:
- Deixe-me refrescar sua memória...

“-Tem alguém ai? Já estou aqui! – gritou Hayato.
-Como vai, Hayato?
Hayato gelou. Lá estava ele. O Algoz do sonho. O Algoz que havia prometido a ele que traria seu pai de novo. E aqueles olhos... Eram os olhos castanhos que torturavam Yurie.
- O que... O que você quer comigo? – perguntou Hayato, tremulo. Loki sorriu:
- Quero que você me ajude. Em troca te tornarei forte... Mais forte do que você poderia imaginar.
- Mas não é isso que eu quero. – interrompeu Hayato. – Quero que me prometa que não vai fazer mal a nenhum dos meus amigos. Principalmente a Yurie! Ou melhor, eu quero que JURE!
Loki sorriu novamente. Ele estica o dedo mindinho e faz o desenho imaginário de uma cruz em seu peito:
- ‘Eu juro pelas minhas katares e pelo meu Colar do Oblívio que não farei mal algum aos amigos queridos e amados de Hayato’ ”

Hayato volta em si.
- Esta vendo, Hayato? – diz Loki. – Eu prometi que EU não faria mal nenhum a nenhum dos seus amigos... Principalmente a Yurie. Não mencionei nada de VOCÊ. Então a culpa não é minha.
Hayato cai de joelhos no chão, pasmo. Não tinha reação alguma.
O chão de Glast Heim começa a tremer:
- A festa vai começar – diz Loki, com um sorriso.

Enquanto isso em Payon...

-“Droga o fruto não ta funcionando...”- fala Lorelly. A arruaceira começa a tremer e coloca o rosto entra as mãos.

-Katsuo... Acorde Katsuo... – dizia uma doce voz. Katsuo abre os olhos: estava flutuando. Assustado, ele fica de pé:
-Quem é você? Onde estou? – fala o ferreiro. Ele olha para trás, e da de cara com um homem grande e forte de cabelos ruivos e uma bela mulher de cabelos loiros e olhos azuis:
- Meu nome é Iris, e eu sou a Deusa da Luz. E este ao meu lado é Chaos, o deus das batalhas e da justiça. Nós somos aliados do Deus Odin, o deus de tudo e de todos.
-Então... – falou Katsuo – Eu morri? Aqui é o céu?
-Exatamente. – diz Chaos. – Você foi morto pelo atual servo de Loki, o Hayato.
-Loki? – pergunta Katsuo.
-Sim – diz Iris, com um suspiro – O deus da trapaça e do caos. Assim como Hayato, ele já foi nosso amigo e companheiro de aventuras. Mas, as trevas e o poder subiram-no a cabeça e agora... Bem, agora temos que detê-lo.
- E para isso precisaremos de sua ajuda, Katsuo – diz Chaos.
- Minha ajuda? – pergunta Katsuo.
- Sim. – prosseguiu Chaos. – Há algum tempo, os seus pais lutaram contra o Senhor das Trevas. Quando ele já estava bem enfraquecido, o Baphomet o jogou dentro em outra dimensão. Mas ele acabou fazendo mais do que isso. Todos os MVPs aliados ao Senhor das Trevas foram para essa dimensão também. Eu e Iris decidimos deixar o Baphomet livre por ele nos ter ajudado. Mas agora ele trocou de lado, como deve saber.
- Sim, eu sei. – diz Katsuo, se lembrando de quando era um aprendiz e derrubara uma arvore na cabeça do perigoso monstro.
- E agora... – continuou Chaos – Os MVPs voltarão a Rune-Midgar, provocando uma grande guerra e um imenso caos. Eu e Iris te daremos duas opções. – diz Chaos. Ao falar isso, dois mine-portais apareceram atrás dele. No primeiro, estava ocorrendo uma grande guerra onde Lorelly, Roan, Yuufa e Judia estavam lutando até a morte para impedir o avanço dos MVPs e dos outros monstros. O segundo portal mostrava Rune-Midgar calma e pacata. Sem guerras, sem monstros.
- Você terá que escolher um dos portais – diz Iris. – Se escolher o certo, te mandaremos para lá. Se escolher o errado, ficara no céu. Qual sua escolha? Pense bem.
Katsuo olha a cena dos dois portais: em um, pessoas e monstros lutavam ferozmente. Em outro, somente se via os pássaros voando em meio às brancas nuvens.
- Escolho o primeiro. – falou Katsuo, confiante.
- O primeiro!? – se surpreendeu Iris. – Mas nele... Seus amigos estão morrendo! Não acha que seria melhor um lugar mais pacato e tranqüilo.
Katsuo abaixa a cabeça e sorri:
-Qual seria a minha utilidade em Rune-Migdar... Se não fosse para ajudar as pessoas que eu amo?
Chaos sorri:
-Bela escolha rapaz. Muito inteligente. Daremos o que deseja. – diz Chaos. Uma força invisível vai empurrando Katsuo para o portal.
- Boa sorte Katsuo! – diz Iris – Você terá nossa benção e proteção!

Katsuo acorda com a respiração ofegante. Ele olha para seu lado, e vê Lorelly com o rosto entra as mãos molhadas pela suas lagrimas.
-Lo...relly? – fala Katsuo. A arruaceira abre os olhos, e encara o ferreiro como se não acreditasse na cena que via. Ela pula em cima de Katsuo e o da um abraço. Não fala nada, apenas volta a chorar:
- Pensei... Que você... Tinha morrido!
- E eu morri – fala Katsuo. – Mas voltei, para ajudar os meus amigos!
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 31

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:40 pm

Prologo - A desgraça esta voltando para Rune-Midgar,e a guerra que todos esperavam vai finalmente começar!

Capitulo 31

Logo, Rune-Midgar inteira tremia. O chão de Geffen se rachava aos poucos, e a torre se inclinava para um lado e para o outro. As dunas de Morroc começaram a invadir a cidade soterrando varias casas e monumentos. As ondas em Alberta estavam com o quádruplo de seu tamanho normal, passando por cima de grandes navios e barcos, e invadindo a cidade. Pessoas gritavam e corriam para todos os lados, tentando salvar suas coisas e as pessoas amadas.
- VAMOS YUUFA! – grita Roan, puxando Yuufa pelo braço. A sacerdotisa olhava a grande e negra nuvem que se aproximava. Seus olhos estavam tão concentrados na nuvem, que ela nem sentia o terremoto. Ela sabia o que estava acontecendo.
- “A desgraça” – pensa Yuufa – “Esta voltando.”

Enquanto isso em Glast Heim...

Um barulho estranho sai dos subterrâneos do salão em que estavam Hayato, Loki, Dama da Noite e o corpo de Yurie. As paredes começam a despencar, e Loki fita Hayato. Ninguém se mexia. Hayato fitava o chão, concentrado. Não conseguia se mover, nem pensar. Queria lembrar de alguma coisa boa, algum momento bonito. Algo que o tirasse daquele espaço vazio, daquele vácuo. Mas tudo estava tão distante... Tão... Irreal. Loki coloca a mão no ombro direito de Hayato. Em um movimento rápido, Hayato levanta uma Katar e encosta levemente no pescoço de Loki:
- Eu sei... – diz Hayato – Que a culpa não é completamente minha.
- Não a motivo para me matar, Hayato.
- Não a motivo... – repete Hayato, sorrindo de leve. Não era possível ver seus olhos. Ele se levanta e solta sua capa:
- EU SOU UM MERCENARIO! NÃO TENHO QUE TER MOTIVO PARA TE MATAR! É O QUE EU FASSO!
Loki vira um chute no rosto de Hayato, que é lançado no chão:
-INSOLENTE!- diz o Deus – VOCE NÃO APRENDEU NADA MESMO?! Um mercenário só mata quando é pago para isso! Ele obedece ORDENS! O motivo pelo qual ele mata é o DINHEIRO! A COBIÇA!
Hayato apenas sorri. Ele olha para Loki:
- Nunca matei por dinheiro. Sempre matei por fome de sangue. E você também, não é Loki?
Loki fita Hayato com ódio. Este não desvia o olhar, e o retruca com tanto ódio quanto o outro.
- Parece que você aprendeu alguma coisa, Hayato.
A conversa é interrompida por uma enorme pata de gelo que sai do subsolo. Um imenso Hatii sai de uma cratera feita por seu corpo, e urra para o alto:
- FINALMENTE!
Logo após dele, sai Drácula. Ele olha para Hayato, e lambe os beiços. Hayato o fita com o canto dos seus olhos azuis. O Drácula desvia o olhar e se tranporta para o lado de Yurie. Ele passa sua mão azulada de longos dedos pelo rosto da odalisca:
-Tão bela e tão jovem para morrer. – Ele abre a boca e mostra os dentes - E um sangue tão... Adocicado! Esta gelado, mas serve.
O MVP começa a chegar perto do pescoço de Yurie. Hayato o pega pelo colarinho e o levanta, fazendo-os ficarem cara a cara:
- Nem pense nisso, seu animal.
- Então SHHh... – a ponta de uma língua úmida toca o rosto de Hayato – Essssste é o mortal que nossssh ajudou? Ele parece tão... Fraco Shhh...! – Hayato puxa a língua da Serpente Suprema, fazendo-a se aproximar radicalmente dele, enquanto ainda segura o Dracula.
- Já chega, Hayato. Eles são nossos companheiros – falou Loki com os braços cruzados. Hayato solta os ambos MVPs, que o olharam com olhares mortais e se afastaram, tanto dele quando do corpo de Yurie. Dama da Noite apenas assistia a festa, entediada:
- Quando iremos matar? Estou ficando cansada... – pergunta a mulher.
-Logo, minha cara... Espera mais um pouco – responde Loki.
- EU TAMBEM ESTOU CANSADO – disse uma voz velha e aparentemente cansada.
- E quem é você? – falou Dama da Noite, ao ver que alguém finalmente a compreendia.
-Eu? Eu sou o todo poderoso AMON RA! – falou o MVP, sentado em seu trono. Ele tinha uma aparência velha e empoeirada. Dama da Noite o olhou com um sorriso amigável. – E estou louco para acabar com qualquer humano!
- Acalme-se Amon... – falou Eddga, fumando o seu cachimbo – Você esta apressando muito as coisas!
- ORC QUER MATAR! – falou o Orc Herói – ORC QUER CARNEE!
- Estão todos aqui? – perguntou Loki.
- O Baphomet já vem – falou Dama da Noite, que quase se esquecera de dar o recado.
- Certo – falou Loki. – Espera ai... Onde esta o...?
- AI a minha coluna! – falou uma vozinha fina de dentro da cratera. Uma mão meio marrom aparece segurando a borda da cratera. Logo uma cabeça com um longo bigode branco se espicha para fora com dificuldade.
- General! – fala Loki, com um sorriso no rosto – Velho amigo! Permita-me ajuda-lo!
- Ah Loki! – fala o General Tartaruga, ao ver que o Algoz se aproximava.
Loki segura em um dos braços da tartaruga e a levante:
- Ainda pode lutar? – pergunta Loki.
- Hahaha! Mas é claro que sim! – diz o General, em uma risada meio engasgada. – Vamos acabar de uma vez por todos com esses humanos! E pegar novamente a terra que há muito tempo foi somente nossa!
- É assim que se fala general! – concordou Loki. – É assim que se fala!


Enquanto isso nos arredores de Payon...

- O que esta acontecendo? – pergunta Lorelly, ao ver que tudo tremia. Os pássaros voavam das arvores e os monstros se escondiam.
- VAMOS SAIR DAQUI! – diz o ferreiro puxando a garota pelo braço. Ambos correm em direção a Payon, aonde escutam um alto-falante:
- TODOS OS GUERREIROS DE RUNE-MIDGAR SE ENCAMINHEM PARA A CAPITAL, PRONTERA! REPITO: TODOS OS GUERREIROS DE RUNE-MIDGAR SE ENCAMINHEM PARA A CAPITAL, PRONTERA! É UMA EMERGENCIA!
As Kafras estavam abrindo portais grátis para Prontera. Todos estavam pegando suas armas e equipamentos mais poderosos. Logo, Katsuo e Lorelly se encontravam em Prontera, junto com toda a população de Rune-Midgar.
- UAU! Quanta gente! – exclama Lorelly. A cidade estava tão lotada que era ate difícil se movimentar por lá.
- OUÇAM TODOS! – falou uma Kafra ruiva em um microfone – COMO A MAIS QUE 10 ANSO ATRAS, A DESGRAÇA ESTA VOLTANDO PARA RUNE-MIDGAR! PRECISAREMOS DA AJUDA DE TODOS!
- Katsuo? KATSUO! – diz Yuufa, ao ver o filho. – Onde esta sua irmã?
- Hayato a teleportou para outro lugar. – fala Lorelly.
- HAYATO? Vocês o encontraram? – exclama Roan, que se aproximou.
- Sim... – diz Katsuo, abaixando a cabeça – Mas ele não é mais o mesmo. As trevas roubaram o seu coração...
- E A MINHA PEQUENA YURIE? – repetiu Yuufa, ficando desesperada.
- Eu não sei, mãe... Ela pode estar viva, pode não estar. Pode estar do lado deles...
Yuufa abraça Roan e cai em prantos. Chorava baixinho do ombro do amado, que apenas passava a mão por seus longos cabelos.
- A culpa é minha. – falou Katsuo, virando-se para Lorelly. – Eu deveria ter protegido a minha irmã.
- Não se culpe. – falou Lorelly, colocando a mão sobre o rosto de Katsuo – Você fez o que pode.
- ATENÇÃO! – gritou a Kafra. – OS MONTROS ESTAO SE APROXIMANDO! A GUERRA VAI COMEÇAR


--------------------------------------------------------------------------------

Aqui é o Sábio das Magias,
Se vcs quiserem falar com a escritora pra dizer q o fanfic é bom...
Está aqui
-> MSN: ->maryanimecute@hotmail.com
Site dela: -> [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Depois vou lá dar uma olhada pra ver se tem mais fanfics *-*
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 32

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:45 pm

Prologo - A paixão de Katsuo e Lorelly começa a florecer, no meio da mais temivel guerra que Rune-Midgar já viu!

Capitulo 32

~LadyMary: Oie gente ;D
Passando pra me desculpar pela demora e para conversar um pouquinho...
Bem, estou jogando um novo server de Ragnarök Online:WoDRO (no servidor Hades). Se quiserem falar comigo sou uma SNIPER! Nick: Mary*Chan
Agora vou explicar pq eu demorei:
Minha fanfic O Coração da Kyuubi (como muitos de vcs devem ter visto no meu jornal) foi pras finais do Concurso de Fanfics! *-* Por isso me dediquei bastante cuidando dela, vendo os votos, ficando ansiosa... ^^” Ok, agora vcs devem estar putos comigo... ^^” “Pô, a Mary abandono a gente ó.ò ... Vamo bate nela!! Ò.Ó”
^^”³
+ eu amo muito vcs, tah? S2 Pq são vcs q me motivam a continuar a escrever uma fic tããão longa (sim, como muitos já perceberam, sou preguiçosa).
Mas eu tenho uma coisinha pra vcs! *-* No final desse capitulo, haverá 2 AMV sobre Ragnarok! Um feito por mim, e outro feito ~LeeMuungLow!
Muito bem, agora vamos a fic

♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*♥️*

Uma quantidade de monstros imensa estava saindo pelos portões da antiga Glast Heim.
- EMFIM, O NOSSO TÃO ESPERADO MOMENDO CHEGOU! – diz Loki, de cima de um trono negro carregado por quatro grandes Minouros por pedaços de madeira em baixo dele. O deus olhava para seu exercito infinito de monstros, que urravam e gruniam a cada palavra que ele falava. Que o seguiriam para todos os cantos, obedecendo a suas ordens. Para que os humanos têm amigos se podem ter servos? Que coisa mais... Banal.
Loki olha para os lados: estava faltando alguém. Do seu lado esquerdo, Dama da Noite estava sentada no topo do trono do Amon Rá, enquanto falava com o MVP sobre os métodos mais eficazes para se matar os humanos com bastante sangue e dor. Do lado direito, Loki via o grande e velho Baphomet, seguido pelo seu filho quase adulto. Loki pula do trono e começa a andar contra o fluxo.
- Aonde vai, meu senhor? – pergunta o Baphomet.
- Prossigam sem mim, logo os alcançarei. – diz Loki. Ele levanta a cabeça e da uma estralada com os dedos e some. O deus aparece na frente da porta de um grande salão. Ele abre a porta e vê Hayato, sentado ao lado de Yurie.
- Vai ficar ai até quando? – pergunta Loki. Hayato não responde, continua olhando fixamente para o corpo de Yurie.
- Você mentiu para mim... – diz o mercenário, após algum tempo.
- De novo essa estória?
Hayato sorri. Ele vira o corpo de Yurie e mostra a cruz nas costas dela.
- Você sabia que ela ia morrer... O tempo todo!
Loki da um sorriso. Logo ele começa a gargalhar baixinho, até que sua gargalhada fica alta e com um tom maníaco:
- Você não entende, não é mesmo... Hayato? Tudo foi programado! TUDO! Não preciso mais de você agora. Pode EXPLODIR para mim! Não faz diferença! Você é meu servo... Um pequeno e inútil vermezinho!
- Se você não precisa de mim... Por que veio me procurar? – pergunta Hayato.
- Eu vim aqui... É me livrar de você! – diz o deus. Hayato sorri:
- Pode me matar, agora não faz mais diferença. Tudo esta perdido para mim... E para você também.
Loki olha para Hayato:
- A guerra... – diz o mercenário – Você vai perdê-la. Katsuo vai acabar com você. Lorelly vai te cortar em pedaços. E eu, vou assistir, de camarote.
- Eles te mataram, logo em seguida. – diz Loki.
- Eu sei. Mas eu mereço. – Um silêncio toma o salão. – Não ia me matar, Loki? Estou esperando...
Loki vira as costas e sai andando:
- Vou te deixar ai... Morrendo aos poucos.

Enquanto isso...

Os guerreiros estavam do lado de fora de Prontera, se armando e se preparando para a Guerra: arqueiros e caçadores estavam em cima do muro com um arsenal de flechas imenso. Magos e bruxos devoravam livros e recebiam Benções de Sacerdotes, que eram protegidos por alguns templários. A maioria dos templários estava trabalhando na defesa. Os cavaleiros estavam no ataque bruto. Os mercenários se reuniam nas sombras das arvores, envenenando suas armas e se preparando para os ataques rápidos e ligeiros. E assim ocorria a distribuição.
- Tenha cuidado, Roan! – diz Yuufa, dando-lhe Bênçãos e Aumentar Agilidade.
- Pode deixar Yuufa. Você também, tome cuidado.
Yuufa olha para Katsuo. Seu filho estava com um imenso machado nas mãos, bem diferente da pequena e inofensiva adaga que ele usava aos 12 anos. Logo atrás dele, estava Lorelly. Muito mais mulher e decidida, Lorelly havia mudado muito também.
- Você sabe... – diz Lorelly, para Katsuo – Que provavelmente você terá que lutar contra o Hayato novamente.
- Não se preocupe, estou abençoado desta vez.
- Acho que somente a benção de sua mãe não é o suficiente.
- E quem falou que é a benção da minha mãe?

TOM TOM TOM!

Passos pesados podiam ser ouvidos. Os monstros estavam se aproximando muito rápido. O coração de Lorelly batia aceleradamente.

ZINNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNNN....!

Uma flecha sombria cai bem na frente de Katsuo.
- ATACAR! – grita um cavaleiro loiro. Os guerreiros pegam suas armas e saem correndo em direção aos monstros. Katsuo estava começando a correr, quando sente uma mão segurar em seu ombro. Era Lorelly. Ele se vira para a arruaceira: os olhos dela estavam se enchendo de lagrimas:
- Katsuo, eu...
- Você...? – pergunta Katsuo.
- Eu... Tenho que te falar uma coisa.
- Então se aprece... Os monstros vão chegar aqui e isso não vai ser nada divertido.
- Ah... É que eu... Eu...
Katsuo fecha os olhos e sorri. Ele puxa a Arruaceira para junto dele e lê rouba um beijo ardente
- Ah! QUE ADORAVEL!
Katsuo solta Lorelly e vira para trás: lá estava Loki, o deus no qual ele havia ouvido falar.
- VOCE! – grita Katsuo, apontando para o Deus. – Onde esta a Yurie?
- Você não quer saber do Hayato, seu amigo?
- ONDE ESTA A YURIE?
- Matem-no. – ordena Loki. Quatro Injustiçados correm em direção à Katsuo. O ferreiro não se meche. Os injustiçados começam a atacar o corpo de Katsuo, mas sem efeito algum: parecia que havia uma barreira mágica em volta de Katsuo. Nenhum ataque podia atingi-lo. Katsuo pega seu machado e acerta os quatro Injustiçados ao mesmo tempo, arremessando-os para a esquerda em um único ataque.
- “Essa força...” – pensa Loki.
- “Da onde saiu todo esse poder?”- se pergunta Lorelly.
- Então esse é o abençoado de vocês? – fala Loki, olhando para Katsuo. – Que escolha mal-pensada...
- Cale a boca, Loki. – diz Katsuo. A voz do ferreiro estava diferente, e os olhos dele com outro tipo de olhar.
- Chaos, seu tolo... Não me vencerá. – diz Loki.
- Vou acabar com você...
- Com esse corpinho inútil?
Katsuo, dominado por Chaos, sai correndo com o machado para trás, se preparando para dar um ataque mortal.
-AAAAH! – Katsuo acerta com tudo o trono em que Loki estava sentado, quebrando ao meio. Loki consegue se esquivar rapidamente, caindo no chão de pé.
- Minha vez... CHAOS! – os olhos de Loki ficam esbugalhados e um sorriso macabro aparece em sua boca. Sua mão direita fica envolvida por uma energia negra. Ele corre em direção a Katsuo com a mão estendida, e a certa bem no tórax. A mão e o braço de Loki atravessam o corpo de Katsuo, tirando Chaos de dentro. O paladino cai no chão, ofegante, à poucos metros de corpo de Katsuo, também caído. Loki olha para ele e da uma risadinha cínica.
-DESTRUIDOR... DE ALMAS! – um ataque arroxeado sai das katares de Loki, como um espectro. Chaos olha para o espectro e, através dele, visualiza ele mesmo sendo atacado e ferido.
- ESCUDO REFLETOR! – diz Chaos. Uma parte da intensidade do ataque volta para Loki, que é atingido e coloca a mão sobre a barriga. Chaos da um longo e alto assobio, e um Grand Peco desce galopando em alta velocidade dos céus, em um feixe de luz. O Grand Peco era todo branco, com uma sela dourada. Chaos sobe no animal e galopa em direção à Loki, com uma espada em uma das mãos e um grande e reluzente escudo na outra. Loki puxa katares negros do chão e corre em direção a Chaos. Loki corre bem rápido, de frente para o Grand Peco. Ele tenta acertar o animal, que empina e perde o equilíbrio, mas continua de pé. Chaos tenta acertar Loki com um golpe vertical com a espada, mas não consegue, pois o algoz da um rápido passo para trás, desviando do ataque.
- EU VOU ACABAR DE VEZ COM ISSO! – diz Chaos. – PREPARE-SE, LOKI!

Enquanto isso...
Lorelly estava boquiaberta. Mais uma vez Katsuo estava desmaiado. E quem eram aqueles caras poderosos com roupas estranhas?
- Lorelly... – diz Katsuo, abrindo os olhos. – A guerra já acabou?
- Não, na verdade estamos no meio dela!
- CUIDADO! – Um Zumbi Prisioneiro aparece e tenta atacar Lorelly por trás, que vira agachada em um movimento rápido e faz um corte na diagonal no Zumbi, começando pelo ombro e seguindo até o quadril. As duas partes do Zumbi caem no chão e desaparecem. Katsuo sorri:
-Lembra quando não conseguíamos derrotar nem ao menos um zumbi?
- Sim, Katsuo me lembro. Mas isso já faz tempo. Agora vamos, levante-se e lute!
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 33

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:47 pm

Prologo Hayato e Kastuo tem sua última batalha! A amizade dos dois nas laminas de um machados e de katares!

Capitulo 33

Katsuo ainda estava deitado no chão. Lorelly o olhava com um olhar profundo. De repente um Cavaleiro do Abismo aparece atrás de Lorelly.
- LORELLY, CUIDADO! – grita Katsuo. Mas foi em vão. O Cavaleiro ataca Lorelly na nuca deixando-a inconsciente. O Cavaleiro a pega e coloca sobre seu cavalo, saindo em galope.
-LORELLY! – grita Katsuo, tentando se levantar.
- Ela esta longe agora...
- Mas... O que? Essa voz... – Katsuo vai se virando aos poucos. Ele se vira para traz. Hayato estava sentado no galho de uma arvore de pernas e braços cruzados, com a cabeça baixa e os olhos fechados.
- O que foi... Que você disse? – pergunta Katsuo.
- Eu disse... – Hayato levanta a cabeça e abre seus belos olhos azuis, olhando para o horizonte. - ... Que Lorelly esta longe agora.
- DESGRAÇADO! – grita Katsuo. Hayato não se parece ofender. Ele continua ali, sem se mexer, apenas olhando o horizonte. – Por que... POR QUE FEZ ISSO COM A GENTE? POR QUE FOI EMBORA SOMENTE DEIXANDO AQUELA DROGA DE BILHETE? EM?
- Eu fiz isso para salvar sua irmã, Katsuo.
Katsuo se espanta.
- Salvar a minha irmã?
- Sim... – diz Hayato. – Mas, pensando bem agora... Tudo foi em vão...
- O que quer dizer com isso, Hayato?
Hayato abaixa a cabeça e fecha os olhos novamente. Um silencio toma conta do local.
- ME RESPONDA, HAYATO! – insiste Katsuo.
- Ela... Esta morta. – fala Hayato.
-Morta...?
Katsuo cai no chão, de joelho. “Ela esta morta...”. Essa frase ecoava na cabeça de Katsuo. Ele abaixa a cabeça, deixando os fios azulados de seu cabelo caírem sobre seu rosto.
- Parece que teremos que conviver com essa perda pro resto da vida, caro Katsuo.
- Não... – diz Katsuo, com um sorriso cínico no rosto. – EU vou ter que aturar essa perda para o resto da minha vida. Pois a sua vida acaba AGORA, HAYATO!
Katsuo se levanta e corre em direção a Hayato, com o machado preparado para atacar.
- MARTELO DE THOR!
Tudo começa a tremer. Hayato não se mexe. A arvore onde ele estava começa a balançar freneticamente, derrubando galhos e folhas. O chão começa a se rachar e tremer muito. Mas Hayato não se mexe. Ele apenas vira o rosto e volta a olhar para o horizonte com um olhar vago.
- O que você pretende fazer, Katsuo? – diz Hayato, ainda olhando para o horizonte. – Me matar com um galho na cabeça ou...
- MORRA! – Katsuo da um alto pulo e ataca o galho em que Hayato estava, quebrando-o ao meio. Hayato se levanta levemente e pula para o lado, como se ele desviasse de um ataque mortal desses todos os dias. Katsuo cai no chão ofegante, com o machado em suas mãos. A parte de ferro do machado estava apoiada no chão, e o cabelo tampava seus olhos.
- Eu sei que foi você... – Katsuo vira o rosto para Hayato, mostrando seu rosto cansado e irritado – QUEM MATOU A MINHA IRMÃ!
Hayato não responde. Continua a encarar o amigo com um olhar vazio.
- Eu... – continua Katsuo ofegante, com dificuldade de falar. – Confiava em você. Nós éramos inseparáveis... Como Iruga e Keough foram... Grandes amigos... MAS VOCÊ TINHA QUE ACABAR COM TUDO, NÃO É? TUDO PARA SALVAR A MINHA IRMÃ DO LOKI, É? POR QUE ENTÃO VOCÊ NÃO CONTOU PARA MIM E PARA LORELLY!? E A YURIE? VOCÊ SABE O QUANTO ELA CHOROU? O QUANTO ELA SOFREU?
- Não mais do que eu, Katsuo...

-Então você realmente veio, Hayato! – diz Loki. – Pois então vamos começar...
- Começar com o que? – diz Hayato.
- Com o seu treinamento! Ou você vai querer ser um simples e inútil gatuno para sempre?
- Hm... Acho que não...
- Mas para isso... – prosseguiu Loki. – Teremos que passar por um leve processo.
- Processo? – pergunta Hayato.
- Vamos ter que... Tirar todos os seus sentimentos do seu coração...
- O QUE? – grita Hayato. Ele põe a mão no peito. – Eu não posso...
- Não pode o que? – pergunta Loki, com os braços cruzados levantando a sobrancelha.
- Tirar os meus sentimentos... – Hayato se cala. Ele realmente estava se estranhando naquele momento.
- Pela Yurie, Hayato?
Hayato sorri:
- Mesmo você tirando os meus sentimentos... – diz Hayato. – Eu vou continuar amando-a. Não importa o que você faça. O rosto dela sempre esta na minha mente. E, às vezes, eu até sinto o corpo dela junto do meu, mesmo ela não estando lá. Por isso... Mesmo se você arrancar o meu coração Loki, Yurie sempre estará em mim. O calor dela sempre estará circulando junto com o sangue em minhas veias... E não tem nada que você possa fazer para impedir isso!
Loki da um leve sorriso e fecha os olhos, abaixando levemente a cabeça.
- Isso nós veremos, Hayato...

- Eu sofri tanto quanto ela... Pensava nela a cada instante que estava fora. Pensava no que falar pra ela quando a encontrasse. Mas o meu espírito assassino falou mais alto...
- Eu... Não... Vou.... Cair... NESSA! VOCÊ MATOU A MINHA IRMÃ! ISSO NÃO TEM DESCULPA!
Katsuo corre novamente na direção de Hayato. Dessa vez, o mercenário apenas sorri:
- Me perdoe Katsuo... Eu fui um idiota. – enquanto Hayato falava, Katsuo se aproximava correndo com seu machado. – O que eu fiz realmente não tem justificativa. E o melhor preço para se pagar um assassinato, é com outro assassinato. Mesmo que pelas mão de seu melhor amigo...
- MORRA! – Katsuo encrava seu machado no tórax de Hayato, que cai sorrindo.
- Me perdoe... Meu amigo. – diz Hayato.
Hayato começa a fechar os olhos. A ultima coisa que vê é o amigo o olhando. E Hayato pode jurar, que sentiu uma lagrima cair em sua bochecha antes de fechar os olhos para sempre.

- Onde estou? – se pergunta Hayato, abrindo os olhos... – Isso é uma nuvem?
- Hayato? HAYATO! – Hayato escuta uma doce voz feminina.
- Yurie...? – pergunta Hayato, confuso.
- HAYATO! – repete Yurie. Ela estava vestindo um curto vestido branco, dando contraste com seus longos cabelos vermelhos. Ela se abaixa e abraça Hayato, com força. – Que saudades! Agora nos poderemos ficar finalmente juntos!
- Juntos? – pergunta Hayato. Ele só podia estar sonhando. Sim, ele estava no paraíso. Yurie estava ali, o abraçando... De repente ele vê um homem se aproximando deles. Ele era alto e tinha cabelos brancos e belos olhos azuis.
- Pai? – pergunta Hayato. Iruga pega o braço de Yurie e a puxa de cima de Hayato.
- Iruga-san, o que esta fazendo? – pergunta Yurie olhando para Iruga, que segurava seu braço e encarava o filho com frieza no olhar.
De repente a nuvem onde Hayato estava sentado começa a ficar de um tom negro. Ela começa a se dispersar, abrindo um grande buraco.De repente Hayato começa a cair...
- HAYATO! – grita Yurie, estendendo a outra mão que não era segurada por Iruga. Hayato estende a mão, mais não consegue pegar a mão de Yurie. Ele começa a cair e cair... Até que a terra abaixo dele se abre, e de lá chamas vermelhas saem.
- VENHA, HAYATO! – diz uma voz familiar. Era de Yasuji, o arruaceiro. – VOCÊ VAI TER QUE ENCARAR SEU DESTINO!
Hayato cai nas chamas e o chão se fecha novamente.
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Capitulo 34 – Ultimo Capitulo

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:51 pm

Prologo - Último Capitulo da fanfic! O destino de nossos herois finalmente será decidido

Capitulo 34 – Ultimo Capitulo

- EU VOU ACABAR DE VEZ COM ISSO! – diz Chaos. – PREPARE-SE, LOKI! -
Chaos pula de seu Grand Peco e prepara seu escudo – PUNIÇAO DIVINA!
O paladino joga todo o peso de seu corpo contra o Algoz, fazendo ambos baterem em uma grande arvore.
- ARG!! – grita Loki. Chaos estava pressionando seu cotovelo na barriga de Loki. – O QUE PRETENDE FAZER, CHAOS? – diz Loki, com os olhos esbugalhados – ME SUFOCAR? HAHAHA! SOMOS DEUSES CHAOS! SERES IMORTAIS! SE VOCE ME MATAR AGORA, EU VOU VOLTAR!
- Então, que eu te mate aqui! E se você voltar matarei você novamente, até essa guerra acabar!
Loki, em uma tentativa de se salvar, estrala os dedos, fazendo com que ele e o Paladino fossem para o seu castelo em Glast Heim.
Chaos se ajoelha no chão e, com as mãos juntas, começa a rezar. Um tipo de um escudo começa a envolvê-lo.
- O QUE ESTA FAZENDO? – grita Loki – REZANDO? ACHA MESMO QUE ODIN VAI TE AJUDAR NUMA HORA DESSAS!?ELE ESTA MORRENDO DE MEDO DE MIM!
Chaos não para de rezar. Ele apenas encosta as mãos juntas em seus lábios e começa a encarar Loki com um olhar mortal.
- LEVANTE DAÍ E LUTE COMO UM HOMEM, SEU INUTIL!
Chaos abaixa as mãos e se levanta, dando um leve sorriso:
- Como quiser. – uma áurea dourada esta envolvendo seu corpo. – PELO PODER CONDEBIDO-ME POR ODIN, EU ENVIO ESSA CRIATURA DEMONIACA PARA ONDE ELA SAIU, E QUE NUNCA MAIS ELA TENHA O LUXO DE PISAR NO SOLO FERTIL QUE AQUI EXISTE, COBRINDO-O DE DESGRAÇA! GLORIA DOMINI!
Uma cruz gigantesca cai em alta velocidade do céu, em direção a Loki. O algoz tenta se mover, mas não consegue. Percebendo o que estava para ocorrer, Loki solta uma gargalhada maníaca:
- SEU CRETINO! CRETINO! EU VOU ACABAR COM A SUA RAÇA! HAYATO! ONDE VOCE ESTA? AJUDE-ME, SEU VERME! DAMA DA NOITE! TODOS VOCES NÃO PASSAM DE VERMES! VERMES INUTEIS!
A cruz cai sobre Loki, abrindo um buraco no chão e empurrando o Algoz para as profundezas novamente. A cruz fica presa, se juntando com o chão e formando um espaço plano.
- Pelo visto... Acabou. – diz Chaos.

Enquanto isso....
- O que esta acontecendo? Os monstros estão sumindo! O.o – diz uma Alquimista coçando a cabeça. Um a um, os monstros iam sumindo, os normais e os MVPs.
- O QUE ESTA HAVENDO? – diz Dama da Noite, soltando o pescoço de um cavaleiro. – EU ESTOU SUMINDO? – diz ela vendo seu corpo sumir dos pés a cabeça. E com um alto grito, ela some por completo.
O corpo de Hayato começa a desaparecer também. Katsuo apenas fica encarando o corpo do amigo sumir. Quando ele some por completo, Katsuo olha para o céu azul:
- Tão limpo... Esta realmente muito bonito... LORELLY!
Katsuo sai correndo em meio ao matagal gritando pelo nome da arruaceira, até que ele vai em direção a um pequeno riacho:
- É MELHOR VOCE SUMIR MESMO, SEU MONSTRO RIDICULO! VOCE NÃO IA QUERER VER TODA A FURIA DA PODEROSA LORELLY!
Katsuo da um sorrisinho, e vai se aproximando. A arruaceira estava gritando para o outro lado do riacho, de costas para Katsuo, com a mão fechada em punho levantada para o alto. Katsuo encosta a mão no ombro d a arruaceira:
- Lorelly...?
- SAI DE CIMA DE MIM SEU ASQUEROSO! – e vira com uma voadora na cara de Katsuo. O ferreiro cai no chão com a mão no rosto:
- Ai... Sua maluca...
- KATSUO! Ó.ò AI MEU DEUS! KATSUO! – a arruaceira ajoelha ao lado de Katsuo – Você... Ta legal?
- Defina “legal”.
- Ahn... Você esta bem? Quer dizer, meu chute machucou muito? o.o
- Não, não... Eu já to legal... ^^ – diz Katsuo se levantando.
- Ai que bom! – Lorelly abraça o pescoço de Katsuo. – E a guerra? – diz ela, olhando nos olhos de Katsuo.
- Acabou.
- E o Hayato?
- Morto. – responde Katsuo.
- Ah... Então, quer dizer que já está tudo bem agora?
- Na verdade... Não. – responde Katsuo, com um sorriso safado no rosto.
- Não ? O.o
- É... Sabe como é, né? Acabei de levar uma voadora de uma pessoa que eu gosto muito e ela só me deu um abraço... Podia ser um beijo né... Mas fazer o que.
Lorelly sorri e da um beijo em Katsuo.
Dez anos se passaram após a missão bem sucedida de Lorelly e Katsuo. Dez anos de paz e felicidade para todos os moradores de Rune-Midgar. Prontera continuava a ser a capital, e Geffen estava tão poderosa quanto antes. Os furtos de Morroc caíram consideravelmente e os negócios de Alberta simplesmente decolaram.
Os moradores de Rune-Midgar não poderiam desejar mais. Suas famílias podiam crescer sem medo e sem perigo. Mas, havia alguém, que não estava feliz. Alguém que não conseguia se adaptar aquele mundo novo, onde não havia espaço para o mal. Alguém com um poder sobre natural. Alguém, ou alguma coisa...

Enquanto a chuva caia fortemente na antiga Glast Heim, a cruz se começou a rachar... E de lá, saiu uma mão ensangüentada.
- Foi como eu disse... Não é possível matar um Deus!

FIM!
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Uffa

Mensagem  Sábio das Magias em Qua Jan 27, 2010 6:56 pm

Bem nem sei como mas consegui colocar todos os capítulos em 2hrs e.e e hj msm, "^^
Bem se quiserem comentar sobre a fanfic q eu peguei a vontade...
Agora irei jogar um pouco com meu Bardo Wink
Ah.. é... o site que eu peguei Embarassed

SITE Arrow [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Ahhh!! Agora sim ^^
Esse Forúm tava precisando de uma sacudida e.e study
Bem Flws

lol!
Sábio das Magias
Sábio das Magias
O.V
O.V

Mensagens : 37
Data de inscrição : 15/01/2010
Idade : 23
Localização : Geffen - Cidade das magias

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Re: Ragnarok The Animation 2 - Divulgação

Mensagem  kemaryus em Seg Fev 01, 2010 5:45 pm

Olá Amigo! Me desculpa naõ ter lido a Fanfic ainda, mas vou le-la ainda hoje e posto aqui oque eu achei ^.^

_________________ O.V
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
kemaryus
kemaryus
Admin

Mensagens : 243
Data de inscrição : 24/11/2009
Idade : 30
Localização : Geffen - Rune Midgard

Ficha de Personagem
Nome:: Jeff Valk kemaryus
Classe:: Feiticeiro
Grau:: Reitor

http://kemaryus.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Re: Ragnarok The Animation 2 - Divulgação

Mensagem  Maxxwel em Seg Abr 26, 2010 5:27 pm

Wow, 3 páginas só de Fic. Essa eu vou demorar pra ler, mas parece que é muito boa.
Terminando de ler eu posto denovo.
Maxxwel
Maxxwel
O.V
O.V

Mensagens : 36
Data de inscrição : 25/04/2010

Ficha de Personagem
Nome::
Classe::
Grau::

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ragnarok The Animation 2 - Divulgação - Página 2 Empty Re: Ragnarok The Animation 2 - Divulgação

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum